„Quando é amor mesmo, o sentimento não acaba.“

Última atualização 27 de Abril de 2018. História

Citações relacionadas

Vergílio Ferreira photo
Nélson Rodrigues photo

„Todo amor é eterno. E se acaba, não era amor.“

—  Nélson Rodrigues escritor e dramaturgo brasileiro 1912 - 1980

Memórias
Fonte: Memórias - Página 62, de Nelson Rodrigues - Publicado por Edições Correio de Manhã, 1967

Ronnie James Dio photo

„O amor é como um sorriso que nunca acaba.“

—  Ronnie James Dio Cantor e instrumentista estadunidense 1942 - 2010

"...Love is a never ending smile."
"Wishing Well", do álbum Heaven and Hell (1980)
Letras de música

Paul Morand photo

„O amor não é um sentimento, é uma arte.“

—  Paul Morand diplomata, novelista, dramaturgo e poeta francês 1888 - 1976

Tati Bernardi photo
Honoré De Balzac photo
Remy de Gourmont photo

„O homem começa por amar o amor e acaba por amar uma mulher. A mulher começa por amar um homem e acaba por amar o amor.“

—  Remy de Gourmont 1858 - 1915

L'homme commence par aimer l'amour et finit par aimer une femme. La femme commence par aimer un homme et finit par aimer l'amour.
Promenades philosophiques‎ - v.3, Página 285, de Remy de Gourmont - Publicado por Mercure de France, 1925

Honoré De Balzac photo
Jean de La Bruyere photo

„Percebemos que o amor começa ou acaba por nosso embaraço ao ficarmos a sós.“

—  Jean de La Bruyere, livro Les Caractères ou les Mœurs de ce siècle

Le commencement et le déclin de l'amour se font sentir par l'embarras où l'on est de se trouver seuls.
Les Caractères, ou les mœurs de ce siècle, La Bruyère, éd. Estienne Michallet, 1696, Du cœur, p. 39 (veja wikisource, item 33 (IV))

Louise-Victorine Ackermann photo
Buda photo
Madeleine de Scudéry photo

„O amor é um não sei o que, que surge não sei de onde e acaba não sei como“

—  Madeleine de Scudéry 1607 - 1701

'L'amour est un je-ne-sais-où, et qui finit je-ne-sais-quand.
Madeleine de Scudéry citada em "Tout l'esprit français: dictionnaire humoristique"‎ - Página 29, de Jean Delacour - Publicado por A. Michel, 1974, ISBN 2226001174, 9782226001177 - 320 páginas

Joyce Carol Oates photo

Tópicos relacionados