„Sentado no chão
de saco vazio
suspira o sultão“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História

Citações relacionadas

Luigi Pirandello photo

„Os fatos são como os sacos; quando vazios não se têm de pé.“

—  Luigi Pirandello dramaturgo, poeta e romancista siciliano 1867 - 1936

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Louis Tomlinson photo
Luigi Pirandello photo

„Um fato é como um saco: vazio, não fica de pé. Para que fique de pé, é preciso pôr-lhe dentro a razão e o sentimento que o determinaram.“

—  Luigi Pirandello dramaturgo, poeta e romancista siciliano 1867 - 1936

But a fact is like a sack. When it's empty, it won't stand up. To make it stand up you must first pour into it the reasons and feelings by which it exists.
Pirandello's major plays - página 83, Luigi Pirandello - Northwestern University Press, 1991, ISBN 0810108666, 9780810108660 - 187 páginas
Frases

„Estou de saco cheio.“

—  Benedito Ruy Barbosa 1931

Benedito Ruy Barbosa, autor de 26 novelas, garantindo que Esperança é o seu último trabalho no gênero
Fonte: Revista ISTO É, Edição 1726.

George Herbert photo
João Bosco (santo) photo
Teócrito photo

„Quem suspira envelhece um dia.“

—  Teócrito

Fonte:Revista Caras, Edição 687. 5 de Janeiro de 2007

Félix Lope de Vega photo
Pitágoras photo

„Não gosto de gente burra e puxa-saco“

—  Marlene Mattos 1950

Fonte: Revista IstoÉ Edição 1600

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Mike Tyson photo
Lya Luft photo
Charles Bukowski photo
André Dahmer photo
Billie Joe Armstrong photo
Nélson Rodrigues photo

„Geralmente, o puxa-saco dá um marido e tanto.“

—  Nélson Rodrigues escritor e dramaturgo brasileiro 1912 - 1980

Paulo Francis photo

„Quando ouço falar em ecologia, saco logo meu talão de cheques“

—  Paulo Francis 1930 - 1997

http://books.google.com.br/books?id=5nd6l6KXWvgC&pg=PA341&dq=Quando+ou%C3%A7o+falar+em+ecologia,+saco+logo+meu+tal%C3%A3o+de+cheques&lr=
Atribuídas

Ricardo Araújo Pereira photo

„O saco do lixo baba molho de lixo para o balde do lixo.“

—  Ricardo Araújo Pereira 1974

" Molho de lixo ", Mixórdia de Temáticas 08-01-2013

Tópicos relacionados