„Diga a verdade de vez em quando para que acreditem em você quando mentir.“

Última atualização 17 de Março de 2020. História
Jules Renard photo
Jules Renard93
1864 - 1910

Citações relacionadas

John Ronald Reuel Tolkien photo
Buda photo
Millôr Fernandes photo

„Jamais diga uma mentira que não possa provar.“

—  Millôr Fernandes cartunista, humorista e dramaturgo brasileiro. 1923 - 2012

Adolf Hitler photo

„Uma mentira dita cem vezes, torna-se verdade um dia.“

—  Adolf Hitler militar, escritor, político e líder nazista alemão durante a Segunda Guerra Mundial 1889 - 1945

Joseph Goebbels photo

„Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade“

—  Joseph Goebbels Ministro da Propaganda do Partido Nazista Alemão 1897 - 1945

Máximo Gorki photo
Mark Twain photo

„Quando em dúvida, diga a verdade!“

—  Mark Twain escritor, humorista e inventor norte-americano 1835 - 1910

When in doubt, tell the truth.
Mark Twain's speeches - Página 397 http://books.google.com.br/books?id=f57exEFBp1YC&pg=PA397, Mark Twain - Forgotten Books, 1923, ISBN 1451018487, 9781451018486 - 396 páginas
Variante: Na dúvida, digam a verdade.

Albert Einstein photo
Denis Diderot photo

„Engolimos de uma vez a mentira que nos adula e bebemos gota a gota a verdade que nos amarga.“

—  Denis Diderot, livro O Sobrinho de Rameau

On avale à pleine gorgée le mensonge qui nous flatte, et l'on boit goutte à goutte une vérité qui nous est amère
"Le Neveu de Rameau" in: "Œuvres inédites: Le neveu de Rameau. Voyage de Hollande"‎ - Página 76 http://books.google.com.br/books?id=P6cGAAAAQAAJ&pg=PA76, Denis Diderot - J.L.J. Brière, 1821 - 388 páginas

Padre Antônio Vieira photo
Federico Fellini photo
Mário Quintana photo

„Mentira?
A mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer.“

—  Mário Quintana Escritor brasileiro 1906 - 1994

(In: Poema para a Infância) p. 938 [2]
Frases e Poemas
Variante: A mentira é uma verdade que se esqueceu de acontecer.

Angus Young photo
André Gide photo

„As mentiras mais detestáveis são as que mais se aproximam da verdade.“

—  André Gide, livro Se o grão não morre

Les plus détestables mensonges sont ceux qui se rapprochent le plus de la vérité
"Si le grain ne meurt" - página 340, André Gide - Gallimard, Éditions de la Nouvelle revue française, 1929, ed. 44 - 372 páginas

Cesare Cantù photo
Stephenie Meyer photo

Tópicos relacionados