„Ser indiferente é ser cruel.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História
Tópicos
ser
Editar

Citações relacionadas

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Temple Grandin photo
Adolf Hitler photo

„Temos de ser cruéis. Temos de recuperar a consciência tranquila para sermos cruéis.“

—  Adolf Hitler militar, escritor, político e líder nazista alemão durante a Segunda Guerra Mundial 1889 - 1945

Atribuídas, sem confirmação documental confiável

Napoleão Bonaparte photo

„Para obter a vitória definitiva, é preciso ser cruel.“

—  Napoleão Bonaparte monarca francês, militar e líder político 1769 - 1821

Atribuídas

George Bernard Shaw photo

„O pior pecado contra nosso semelhante não é o de odiá-los, mas de ser indiferentes para com eles.“

—  George Bernard Shaw 1856 - 1950

The worst sin towards our fellow creatures is not to hate them, but to be indifferent to them
The devil's disciple: a melodrama - página 32, Bernard Shaw, Brentano's Publishers, 1906, 86 páginas

Vergílio Ferreira photo
Padre Antônio Vieira photo
Mário Quintana photo
Jacinto Benavente photo

„O amor é o mais parecido com uma guerra, e é a única guerra em que é indiferente vencer ou ser vencido, porque sempre se ganha.“

—  Jacinto Benavente 1866 - 1954

El amor es lo más parecido a una guerra, y es la única guerra en que es indiferente vencer o ser vencido, porque siempre se gana.
"Pensamientos‎" - Página 38, Jacinto Benavente - Hernando, 1931 - 229 páginas

Vergílio Ferreira photo
Carl Sagan photo
William Shakespeare photo
Arthur Schopenhauer photo

„A compaixão pelos animais está intimamente ligada à bondade de caráter, e pode ser seguramente afirmado que quem é cruel com os animais não pode ser um bom homem.“

—  Arthur Schopenhauer filósofo alemão 1788 - 1860

Mitleid mit den Tieren hängt mit der Güte des Charakters so genau zusammen, dass man zuversichtlich behaupten darf, wer gegen Tiere grausam ist, könne kein guter Mensch sein.
Schopenhauer citado in: Durch Wissen zum Glauben: eine Laien-philosophie - Página 192, Hugo Schneider - Haacke, 1897 - 236 páginas
Atribuídas

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
John Steinbeck photo
Bussunda photo

Tópicos relacionados