„Jurar amor eterno, é não contar com o dia de amanhã.“

Última atualização 27 de Abril de 2018. História

Citações relacionadas

Clarice Lispector photo
Eça de Queiroz photo
Nélson Rodrigues photo

„Todo amor é eterno. E se acaba, não era amor.“

—  Nélson Rodrigues escritor e dramaturgo brasileiro 1912 - 1980

Memórias
Fonte: Memórias - Página 62, de Nelson Rodrigues - Publicado por Edições Correio de Manhã, 1967

Spinoza photo
Francois Truffaut photo

„O filme de amanhã será um ato de amor.“

—  Francois Truffaut diretor de cinema francês 1932 - 1984

Le film de demain sera un acte d'amour.
François Truffaut como citado in: Cinéma - Edições 52-56 - Página 2, Fédération française des ciné-clubs, 1961

Horacio photo

„Colha o dia, confie o mínimo no amanhã.“

—  Horacio -65 - -8 a.C.

Carpe diem quam minimum credula postero

Chico Buarque photo

„Apesar de você, amanhã há de ser outro dia.“

—  Chico Buarque compositor, cantor e escritor brasileiro 1944

Clarice Lispector photo
Leo Buscaglia photo
Milan Kundera photo
João Guimarães Rosa photo
Marc Levy photo
Kelly Key photo

„Acredito que amor é eterno, se acabou é porque nunca foi amor.“

—  Kelly Key Cantora, Musa Fitness e Influenciadora Digital 1983

Oscar Wilde photo

„A diferença entre a empolgação e o amor eterno é que a empolgação dura mais.“

—  Oscar Wilde Escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa 1854 - 1900

The only difference between a caprice and a lifelong passion is that the caprice lasts a little longer.
Sebastian Melmoth - Página 111, Oscar Wilde - A.L. Humphreys, 1908 - 222 páginas
Sebastian Melmoth

Pierre Corneille photo

„A razão e o amor são eternos inimigos.“

—  Pierre Corneille, La Veuve

La raison et l'amour sont ennemis jurés
"La Veuve" (1634) in: "Oeuvres de P. Corneille: avec les commentaires de Voltaire", volume 1 - Página 266 http://books.google.com.br/books?id=Kr0rAAAAMAAJ&pg=PA266; de Pierre Corneille, Thomas Corneille, Voltaire, Jean Racine, Charles Palissot de Montenoy, Gabriel-Henri Gaillard, Scudéry (Georges), Fontenelle (Bernard Le Bovier), Jean Michel Moreau - Publicado por A.A. Renouard, 1817

Tópicos relacionados