„Não somos responsáveis pelas emoções, mas sim do que fazemos com as emoções.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História

Citações relacionadas

Oscar Wilde photo
Remy de Gourmont photo

„A emoção estética deixa o ser humano num estado favorável à recepção de emoções eróticas.“

—  Remy de Gourmont 1858 - 1915

l´émotion esthétique met l’homme dans un état favorable à la réception de l’émotion érotique.
Le chemin de velours: nouvelles dissociations d'idées‎ - Página 145, de Remy de Gourmont - Publicado por Mercvre de France, 1928 - 321 páginas

Fernando Pessoa photo
Marília Gabriela photo

„O medo não é uma das minhas emoções mais frequentes.“

—  Marília Gabriela Jornalista, entrevistadora, atriz, cantora, apresentadora de televisão e escritora brasileira. 1948

Milton Santos photo
Álvaro de Campos photo

„Pensar faz mal as emoções“

—  Álvaro de Campos heterônimo usado por Fernando Pessoa 1890 - 1935

Herbert Spencer photo
Ayrton Senna photo

„O importante em cada vitória foi a emoção.“

—  Ayrton Senna piloto brasileiro de Fórmula 1 1960 - 1994

Edward Hopper photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Mae West photo
Napoleão Bonaparte photo

„Tudo tem um limite, até mesmo emoções humanas.“

—  Napoleão Bonaparte monarca francês, militar e líder político 1769 - 1821

Atribuídas

Eça de Queiroz photo
Paulo Coelho photo

„As emoções são cavalos selvagens“

—  Paulo Coelho escritor e letrista brasileiro 1947

„Não fazemos aquilo que queremos e, no entanto, somos responsáveis por aquilo que somos.“

—  Sartre

Variante: Não fazemos o que queremos e, no entanto, somos responsáveis pelo que somos: eis a verdade.

Albert Camus photo
Edward Lasker photo

„O xadrez é uma luta gostosa de emoções.“

—  Edward Lasker 1885 - 1981

citado em "Xadrez básico: regras e noções, elementos de combinação, aberturas, finais, partidas famosas" - página 17, de Orfeu Gilberto D'Agostini - Ediouro Publicações, 2004, ISBN 8500010592, 9788500010590 - 614 páginas

Cyril Connolly photo

„Quem domina suas emoções é escravo da razão.“

—  Cyril Connolly 1903 - 1974

he who is master of his emotions is apt to be his reason's slave.
The Condemned Playground‎ - Página 16, Cyril Connolly - READ BOOKS, 2006, ISBN 1406726524, 9781406726527 - 296 páginas

Mário Quintana photo

Tópicos relacionados