„Só quem tenta o absurdo vai conseguir o impossível.“

Última atualização 26 de Abril de 2021. História
Tópicos
vai, absurdo, tento

Citações relacionadas

Cícero photo
Louisa May Alcott photo
Fernando Pessoa photo

„Nunca fui mais que um boémio isolado, o que é um absurdo; ou um boémio místico, o que é uma coisa impossível.“

—  Fernando Pessoa poeta português 1888 - 1935

"Autobiografia sem Factos". Assírio & Alvim, Lisboa, 2006, p. 271
possível jogo em torno de Tertuliano: "credo quia absurdum" (acredito porque é absurdo), "credo quia impossibilis est" (acredito porque é impossível).
Autobiografia sem Factos

Danica Patrick photo

„Sim. Acho que foi por isso que chorei muito após cruzar a linha de chegada. Conseguir um objetivo de anos me deixou muito orgulhosa e aliviada. Tento fazer o melhor dentro de um carro de corrida. Por isso, tento fazer com que a pressão não me afete. Tento ficar tranquila e focar no meu trabalho.“

—  Danica Patrick 1982

Respondendo a pergunta: Está aliviada após a vitória (no GP Japão 2008)?
Verificadas
Fonte: GLOBOESPORTE.COM
Fonte: GLOBOESPORTE.COM, Danica: 'Sou parte de algo muito maior' http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Esporte_a_Motor/0,,MUL488944-15010,00.html

Malcolm X photo
John Lennon photo

„Quanto mais real conseguires ser mais irreal o mundo te vai parecer.“

—  John Lennon foi um músico, cantor, compositor, escritor e ativista britânico 1940 - 1980

Clarice Lispector photo
Billie Holiday photo
Marília Pêra photo
Orhan Pamuk photo
Ernest Hemingway photo
Johnny Depp photo

„Se vocês querem fotografar minha família, tragam teleobjetivas. Porque, se eu conseguir colocar minhas mãos em vocês, a coisa vai ficar feia.“

—  Johnny Depp ator, músico, produtor de cinema e diretor americano 1963

irritado com fotógrafos que rondam sua casa; citado em Revista Veja http://veja.abril.com.br/230703/vejaessa.html, Edição 1812 . 23 de julho de 2003

John Locke photo

„(…) os papistas são como serpentes, nunca vai se conseguir com um tratamento gentil que abram mão de seu veneno" in "An Essay Concerning Toleration“

—  John Locke Filósofo e médico inglês. pai do liberalismo clássico. 1632 - 1704

1667), in Political Writings, (org.) David Wooton, Penguin Books, London-New York, 1993, p. 202 apud Losurdo, Dominico in Contra-História do Liberalismo, 2006, p. 37.

Tópicos relacionados