„A pureza vem das coisas mais simples da vida Como um simples olhar de apaixonados sobre o luar“

Citações relacionadas

Albert Einstein photo
Laura Ingalls Wilder photo
Alan Kay photo

„As coisas simples devem ser simples e as coisas complexas, possíveis.“

—  Alan Kay 1940

simple things should be simple; complex things should be possible.
citado em Byte‎ - Página 274, Publicado por McGraw-Hill, 1982

Sigmund Freud photo
Vergílio Ferreira photo
Luis Buñuel photo

„A vida do artista é banal e simples.“

—  Pedro Cardoso

No programa de TV 'Na Moral' da Rede Globo

Charles Bukowski photo

„Um intelectual é um homem que diz uma coisa simples de uma maneira difícil; um artista é um homem que diz uma coisa difícil de uma maneira simples.“

—  Charles Bukowski, livro More Notes of a Dirty Old Man

An intellectual is a man who says a simple thing in a difficult way; an artist is a man who says a difficult thing in a simple way.
More Notes of a Dirty Old Man: The Uncollected Columns - página 240, Charles Bukowski, Editor: David Stephen Calonne, City Lights Books, 2011, ISBN 0872865436, 9780872865433, 247 páginas
Verificadas

Mário de Andrade photo
Jean Cocteau photo
Manuel Bandeira photo
Paulo Coelho photo

„As coisas simples são as mais extraordinárias, e só os sábios conseguem vê-las.“

—  Paulo Coelho, livro O Alquimista

O Alquimista - Página 38, de Paulo Coelho - Publicado por Pergaminho, 2001 ISBN 9727110797, 9789727110797
Por obra, O Alquimista
Variante: As coisas mais simples da vida são as mais extraordinárias, e só os sábios conseguem vê-las.

Pierre Mac Orlan photo
Oscar Wilde photo

„Adoro as coisas simples. Elas são o último refúgio de um espírito complexo.“

—  Oscar Wilde Escritor, poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa 1854 - 1900

I adore simple pleasures. They are the last refuge of the complex.
Oscariana: Epigrams - Página 81, Oscar Wilde - Priv. print., 1895 - 88 páginas
Epigramas

Paulo Coelho photo

„Uma simples decisão pode afetar uma pessoa para resto da vida.“

—  Paulo Coelho escritor e letrista brasileiro 1947

Na margem do Rio Piedra eu sentei e chorei - Página 126, de Paulo Coelho - Publicado por Pergaminho, 1996, ISBN 9727110711, 9789727110711
Por obra, Eu Sentei e Chorei

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“