„Nossos pensamentos são as sombras de nossos sentimentos - sempre mais obscuros, mais vazios, mais simples que estes.“

Variante: Os nossos pensamentos são as sombras dos nossos sentimentos, são sempre mais obscuros, mais vazios, mais simples do que estes.

Última atualização 22 de Maio de 2020. História
Friedrich Nietzsche photo
Friedrich Nietzsche791
filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Citações relacionadas

Victor Hugo photo
Martin Heidegger photo
Charles Darwin photo

„Enquanto meio de educação, a escola para mim foi um simples vazio.“

—  Charles Darwin naturalista inglês 1809 - 1882

Darwin e a Ciência da evolução.

Paul Valéry photo

„Nossos pensamentos mais importantes são os que contradizem nossos sentimentos.“

—  Paul Valéry 1871 - 1945

Variante: Os nossos pensamentos mais importantes são os que contradizem os nossos sentimentos.

Immanuel Kant photo

„Pensamentos sem conteúdos são vazios; intuições sem conceitos são cegas.“

—  Immanuel Kant, livro Crítica da Razão Pura

Gedanken ohne Inhalt sind leer, Anschauungen ohne Begriffe sind blind
Crítica da Razão Pura, A 51 / B 75

Vincent Van Gogh photo
Ambrose Bierce photo
Thomas Mann photo
Amado Nervo photo

„Sempre que houver um vazio em tua vida, enche-o de amor.“

—  Amado Nervo 1870 - 1919

"Siempre que haya un hueco en tu vida, llénalo con amor."
Obras completas de Amado Nervo‎ - Página 20, de Amado Nervo, Alfonso Reyes - Publicado por Biblioteca nueva, 1920

Joseph Joubert photo
Clarice Lispector photo

„Os nossos sentimentos e pensamentos são tão sobrenaturais como uma história passada depois da morte.“

—  Clarice Lispector Escritora ucraniano-brasileira 1920 - 1977

Variante: Nossos sentimentos e pensamentos são tão sobrenaturais como uma história passada depois da morte.

Fernando Pessoa photo
Buda photo
Luis Buñuel photo
Pablo Neruda photo

„Um homem cheio de si é sempre vazio.“

—  Edward Abbey 1927 - 1989

An empty man is full of himself
"A Voice Crying in the Wilderness: Notes from a Secret Journal" (Vox Clamantis in Deserto); Illustrated by Andrew Rush (1990), St. Martin's Griffin. ISBN 0312064888.

Tópicos relacionados