„Antes do homem, não havia nada. Depois do homem, se por acaso acabasse, nada haveria. Fora do homem não há nada.“

1984, George Orwell, Companhia Editora Nacional, 2005. p. 253.
1984

Obtido da Wikiquote. Última atualização 21 de Junho de 2022. História
Tópicos
homens, homem, acaso, nada
George Orwell photo
George Orwell94
escritor e jornalista britânico 1903 - 1950

Citações relacionadas

John Lennon photo

„Antes de Elvis Presley, não havia nada.“

—  John Lennon foi um músico, cantor, compositor, escritor e ativista britânico 1940 - 1980

Atribuídas

Friedrich Nietzsche photo

„O homem (…) preferiria ainda querer o nada a nada querer…“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Terceira dissertação - § 28 https://books.google.com.br/books?id=TVi29FH1Ou8C&pg=PT52&dq=genealogia+da+moral+Terceira+Disserta%C3%A7%C3%A3o&hl=pt-BR&sa=X&ei=ADQ1VZbkCMaKsQSwgoCQAQ&ved=0CCYQ6AEwAA#v=snippet&q=genealogia%20da%20moral%20%20%22%22O%20homem%20preferir%C3%A1%20ainda%20querer%20o%20anda%20a%20nada%20querer%22&f=false
Genealogia da Moral

Ricardo Araújo Pereira photo

„O homem era, nada mais nada menos, do que fulano assim assim.“

—  Ricardo Araújo Pereira 1974

" Encontro de Marleys ", Mixórdia de Temáticas 18-06-2012

Menandro photo

„Sou um homem e errei; não há nada de surpreendente.“

—  Menandro autor grego da comédia nova -342 - -291 a.C.

Syang photo
Giacomo Leopardi photo
Cazuza photo
Tati Bernardi photo
Martinho Lutero photo

„Nada acontece por acaso.“

—  Surama Jurdi

#suramajurdi
#motivação
#frase

„Não há nada mais torturante para o homem do que os seus próprios pensamentos.“

—  John Webster 1578 - 1634

Fonte: "O Demónio Branco"

Ralph Waldo Emerson photo

„Nós não contamos os anos de um homem até que ele nada tenha a contar.“

—  Ralph Waldo Emerson 1803 - 1882

We do not count a man's years until he has nothing else to count.
The journals and miscellaneous notebooks of Ralph Waldo Emerson - Página 361 http://books.google.com.br/books?id=TVMYpcZEx1UC&pg=PA361, Ralph Waldo Emerson, A. W. Plumstead, Harrison Hayford - Harvard University Press, 1969, ISBN 0674484576, 9780674484573 - 600 páginas

Henry Louis Mencken photo
Sigmund Freud photo
Georges Duhamel photo
Paul Claudel photo

„Cético é o homem que não desconfia de nada.“

—  Paul Claudel 1868 - 1955

Fonte: Revista Caras, edição 687. 5 de Janeiro de 2007

Tópicos relacionados