Frases de Barry Windsor-Smith

Barry Windsor-Smith foto
1  0

Barry Windsor-Smith

Data de nascimento: 25. Maio 1949

Publicidade

Barry Windsor-Smith é um cartunista britânico, autor-quadrinista, e artista plástico muito conhecido nos Estados Unidos por suas revistas em quadrinhos.

Em 1968, Windsor-Smith viajou para New York e apresentou-se nos escritórios da Marvel Comics. Bem impressionado, Roy Thomas deu-lhe como trabalho uma edição de X-Men, mas sem nenhum estúdio e tendo sido expulso de seu hotel, Windsor-Smith foi forçado a fazer os desenhos sentando-se em bancos públicos. As páginas resultantes garantiram mais trabalho pra Windsor-Smith na Marvel, mesmo tendo que voltar a Inglaterra no prazo de um ano, pois não tinha nenhuma licença de trabalho.

A chegada de Windsor-Smith à berlinda nos idos de 1970 foi como o artista de Conan, o Bárbaro de Robert E. Howard. Com o próprio Thomas como escritor, Windsor-Smith adaptou os contos de Howard "A Filha do Gigante de Gelo", "Torre do Elefante", "Velhacos na Casa", e "Pregos Vermelhos” além de novas histórias. Em suas aventuras deu formas à guerreira de cabelo chamejante de Howard chamada de Red Sonja, embora numa encarnação em muitos aspectos diferente da concepção do autor original. Logo depois, Windsor-Smith saiu dos quadrinhos e seguiu uma carreira em Belas Artes, mas voltou várias vezes após conseguir a licença para morar nos Estados Unidos. Windsor-Smith em 1974 lança a Gorblimey Press, através da qual ele produz edições-limitadas de trabalhos baseados em fantasias que provaram ser populares.

Windsor-Smith retornou a Marvel em 1980 como o artista da série limitada Homem-Máquina e como o escritor e artista da história "Arma X" lançada em Marvel Comics Presents. A última era a própria concepção original de Windsor-Smith para origem de Wolverine. Durante este período ele também produziu uma história do Coisa e Tocha Humana que foi publicada em Marvel Fanfare.

Citações Barry Windsor-Smith