Frases do livro
Il mestiere di vivere. Diario 1935-1950


Cesare Pavese photo

„Chega uma época em que nos damos conta de que tudo o que fazemos se transformará em lembrança um dia. É a maturidade. Para alcançá-la, é preciso justamente já ter lembranças.“

—  Cesare Pavese, livro Il mestiere di vivere. Diario 1935-1950

Viene un’epoca in cui ci si rende conto che ciò che facciamo diventerà a suo tempo ricordo. E’ la maturità. Per arrivarci bisogna appunto avere già dei ricordi.
"Il mestiere di vivere (Diario 1935-1950)" - página 277, Cesare Pavese - Einaudi, 1962 - 378 páginas

Cesare Pavese photo

„As coisas são descobertas por meio das lembranças que se têm delas. Relembrar uma coisa significa vê-la - apenas agora - pela primeira vez.“

—  Cesare Pavese, livro Il mestiere di vivere. Diario 1935-1950

Le cose si scoprono attraverso i ricordi che se ne hanno. Ricordare una cosa significa vederla - ora soltanto - per la prima volta.
"Il mestiere di vivere (Diario 1935-1950)" - página 220, Cesare Pavese - Einaudi, 1962 - 378 páginas

Cesare Pavese photo

„Todo o luxo se paga. Tudo é luxo; a começar pelo estar no mundo.“

—  Cesare Pavese, livro Il mestiere di vivere. Diario 1935-1950

Tutto è lusso; a cominciare dall'essere al mondo.
"Il mestiere di vivere (Diario 1935-1950)"‎ - Página 116, de Cesare Pavese - Editora Einaudi, 1962 - 378 páginas