„A autoridade repousa sobre a razão.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História

Citações relacionadas

Antoine de Saint-Exupéry photo
Antoine de Saint-Exupéry photo
Nicolas Chamfort photo

„O prazer pode apoiar-se sobre a ilusão, mas a felicidade repousa sobre a realidade.“

—  Nicolas Chamfort 1741 - 1794

Le plaisir peut s'appuyer sur l'illusion ; mais le bonheur repose sur la vérité
Sébastien-Roch Chamfort in: Maximes et Pensées, Œuvres complètes, tome I, Texte établi par P. R. Auguis, Chaumerot jeune, 1824. (wikisource)

João Escoto Erígena photo

„Pois a autoridade procede da verdadeira razão, mas a razão certamente não procede da autoridade. Pois toda autoridade que não é sustentada pela verdadeira razão é vista como fraca, enquanto a verdadeira razão é mantida firme e imutável por seus próprios poderes e não exige que seja confirmada pelo consentimento de qualquer autoridade.“

—  João Escoto Erígena 810 - 877

Auctoritas siquidem ex vera ratione processit, ratio vero nequaquam ex auctoritate. Omnis enim auctoritas, qa vera ratione non approbatur, infirma videtur esse. Vera autem ratio, quum virtutibus suis rata atque immutabilis munitur, nullius auctoritatis adstipulatione roborari indigent.
Joannis Scoti opera: quae supersunt omnia ad fidem Italicorum, Germanicorum, Belgicorum, franco-Gallicorum, Britannicorum codicum ; accedunt Adriani Papae II Epistolae, - Volume 1, página 513 https://books.google.com.br/books?id=4F5LAQAAMAAJ&pg=PT295, Migne, 1853

Edward Coke photo
Marquês de Maricá photo
Marquês de Maricá photo
Franz Kafka photo
Giorgio Agamben photo
Marquês de Maricá photo
Hugo Von Hofmannsthal photo
Immanuel Kant photo

„A razão só tem um insight sobre aquilo que ela cria depois de um plano próprio.“

—  Immanuel Kant 1724 - 1804

'O Livro da Filosofia, Editora Globo, ISBN 9788525049865

Friedrich Nietzsche photo

„A mulher é o repouso do guerreiro.“

—  Friedrich Nietzsche filósofo alemão do século XIX 1844 - 1900

Nietzsche como citado in O condestável do império .... - Página 39, Osvaldo Orico - Livraria do globo, Barcellos, Bertaso & cia., 1933 - 274 páginas
Atribuídas