„Não é a dialética que determina a realidade, mas, ao contrário, é a realidade que determina a dialética.“

Fonte: A Consciência da História (2a edição, Rio de Janeiro: Achiamé, 2007)

Última atualização 21 de Maio de 2020. História

Citações relacionadas

Karl Marx photo

„Não é a consciência do homem que lhe determina o ser, mas, ao contrário, o seu ser social que lhe determina a consciência.“

—  Karl Marx filósofo, economista e sociólogo alemão 1818 - 1883

Variante: Não é a consciência que precede ao ser social, mas é o ser social real que precede à consciência.

Lin Yutang photo
Gary Zukav photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Maurice Merleau-Ponty photo
Murilo Mendes photo
Hugo Von Hofmannsthal photo
Francisca Praguer Fróes photo

„A inferioridade da mulher não é fisiológica, nem psicológica; ela é social. Sua escravidão sexual determina sua dependência econômica.“

—  Francisca Praguer Fróes 1872 - 1931

Em prol do voto feminino. A Tarde, Salvador, 6/7/1917, como citado em "Outras falas: feminismo e medicina na Bahia (1836-1931)" - página 197, de Elisabeth Juliska Rago, Editora Annablume, 2007, ISBN 8574197238, 9788574197234, 273 páginas

Michael Jackson photo
Miguel Torga photo
Édouard Herriot photo
Cazuza photo

„Bobeira é não viver a realidade…“

—  Cazuza cantor e compositor brasileiro 1958 - 1990

José Luiz Datena photo

„Essa é a grande realidade!“

—  José Luiz Datena jornalista brasileiro 1957

Atribuídas

Heráclito photo

„É necessária a necessidade da realidade.“

—  Heráclito filósofo pré-socrático considerado o "Pai da dialética" -535

Variante: É necessário a necessidade da realidade.

Clarice Lispector photo

„A realidade é inacreditável.“

—  Clarice Lispector Escritora ucraniano-brasileira 1920 - 1977

Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Douglas Adams photo

„A realidade é freqüentemente imprecisa.“

—  Douglas Adams escritor e comediante britânico 1952 - 2001

Clarice Lispector photo
Juan Domingo Perón photo

„A única verdade é a realidade“

—  Juan Domingo Perón 1895 - 1974

categórica e hermética frase que Perón utilizava para encerrar qualquer tipo de discussão