Frases de Wal Torres

4   0

Wal Torres

Data de nascimento: 30. Março 1950

Wal Torres é uma terapeuta do gênero, sexóloga, escritora e ativista transexual brasileira. Mestre em sexologia pela Universidade Gama Filho, é autora de dois livros sobre transtornos de identidade de gênero e desde 2001 atende pessoas com transtornos de identidade de gênero de todo o mundo através de sua clínica virtual, a Gendercare. Em 2002 tornou-se membro titular da World Professional Association for Transgender Health, Inc. , a mais respeitada entidade mundial no estudo e no tratamento de problemas de identidade de gênero.

Torres já foi também porta-voz da Organização Internacional de Intersexuais para os países de língua portuguesa, a qual aderiu em 2006, desligando-se em 2012.


„Não somos rapazes pervertidos e efeminados. Simplesmente somos mulheres extremamente prejudicadas fisicamente. (...) Eu nasci sem a chance de ser feliz.“

„Nasci com cabeça de mulher, mas reprimi essa realidade quanto pude. Como engenheiro químico de prestígio, dei aulas em universidades e fui consultor de indústrias petroquímicas e de fertilizantes. Tive de enterrar essa carreira porque a masculinidade do ambiente não permitiria que eu virasse a Marthinha de uma hora para outra. Não passaria sequer da portaria das empresas. Fiz um mestrado em sexologia e hoje me dedico a atender pessoas com transtornos de identidade sexual. Quando ligam procurando o 'falecido', digo que ele está no Exterior. Antes da transformação, casei e tive filhos. Não tenho mais contato com eles. Era um amante do tipo que as mulheres gostam. Fiz a cirurgia aos 47 anos e hoje vivo no Rio. Ganhei uma vagina, tenho mais prazer e estou em paz comigo mesma. Mas, confesso, sou bissexual. Posso me apaixonar tanto por homens quanto por mulheres.“


„Apesar de toda a minha capacidade profissional, estou desempregada porque não tenho como apresentar meu currículo e documentos numa empresa. Eu seria barrada na portaria, ririam na minha cara. A Martha [seu pseudônimo de mulher então] não existe, é uma sombra, um espectro. (...) Tive que sair do meu emprego e não posso procurar quem me conheceu como homem. Preciso da nova identidade para ter a chance de recomeçar do zero.“

„Depois que lancei o livro [Meu Sexo Real] e apareci no "Jô Soares Onze e Meia", tenho sido procurada por muitos meninos e meninas com discordância de gênero. Assim como aconteceu comigo, eles não têm com quem desabafar e encontram em mim essa pessoa. Não há um conselho genérico que eu possa dar, cada história é diferente da outra. Quando você percebe que não é o que as pessoas esperam que você seja, vem a culpa. Nunca fui um menino gay, um menino efeminado. Fui uma menina deficiente, mas quem iria entender isso? A criança fica numa situação de extremo desespero. Se ela se mostra, passa a ser torturada e acaba no meio de marginais, porque ninguém a apoia. Então o que fiz? Quando vi a fria em que estaria entrando se revelasse quem realmente era, pensei: ‘Querem que eu seja hominho, não é tão difícil parecer.’ E fui uma atriz perfeita, ninguém jamais desconfiou. Decidi abrir mão de minha sexualidade até o dia em que pude me assumir como mulher. Já que esse lado afetivo estava prejudicado, aproveitei para me desenvolver culturalmente. Estudei muito, fiz Engenharia Química na Politécnica, Filosofia na PUC, um monte de mestrados e doutorado no exterior, dei consultoria na Europa e na África.“

Autores parecidos