Frases de Ratko Mladić

Ratko Mladić foto
0  0

Ratko Mladić

Data de nascimento: 12. Março 1943

Publicidade

Ratko Mladić é um ex-militar sérvio, chefe do Exército da República Sérvia durante a Guerra da Bósnia entre 1992-1995.

Mladić comandou diretamente o Massacre de Srebrenica em julho de 1995, que causou a morte de oito mil muçulmanos bósnios e o cerco de 43 meses a Sarajevo, onde milhares de civis foram mortos por fogo de artilharia e de franco-atiradores instalados nas colinas ao redor da cidade.

O Tribunal Penal Internacional para a ex-Iugoslávia manteve por mais de quinze anos uma ordem internacional de captura e detenção contra ele, baseada em sua regra 61, que considera o ex-general sérvio-bósnio como provável perpretador de crimes de guerra e crimes contra a Humanidade. A Sérvia e os Estados Unidos chegaram a oferecer cinco milhões de euros por informações que levassem à captura de Mladić. Em outubro de 2010, o governo sérvio intensificou seus esforços pela captura do fugitivo, dobrando a recompensa por informações para €10 milhões. A prisão de Mladić era uma condição fundamental exigida pela União Europeia para possibilitar o ingresso da Sérvia no organismo.

Depois de desaparecido por mais de uma década, Mladić foi finalmente preso na Sérvia em 26 de maio de 2011, com o anúncio de sua prisão feito em Belgrado pelo presidente do país Boris Tadić, que declarou que a prisão do ex-general "removia um fardo pesado dos ombros da Sérvia e fechava uma página infeliz da história do país." Em 2017, foi condenado à prisão perpétua por crimes de guerra cometidos durante o conflito na Bósnia .

Citações Ratko Mladić

Publicidade

„With one exception, the following quotes are taken directly from archival footage shot by VRS military cameramen. The arrival of the Bosnian Serb army is covered, as well as their subsequent rush to Potočari, the site of the Dutch base where tens of thousands of Bosnian Muslim refugees had taken cover, seeking protection from the United Nations.“

— Ratko Mladić
Krle, Krstić, come on. Record that flag. Tear that flag down so it doesn't fly any more. Pull it down. Bravo! Towards Potočari! Towards Potočari and Bratunac! Don't stop, come on! Go in front of me the whole way, come on. Come on, boys, forward! Here we are, on the eleventh of July of the year 1995, in Serbian Srebrenica. On the eve of yet another great Serb holiday we present this town as a gift to the Serb nation. The moment has finally arrived that, after the revolt against the Dahijas, we will have vengeance against the turks in this place." There are so many! It is going to be a feast. There will be blood up to your knees. Nedzida Sadikovic, as quoted by Roy Gutman, Newsday News Service, August 9, 1995. "Don't be afraid of anything, just take it easy, easy. Let the women and children go first. Thirty buses are coming, we're send you off toward Kladanj. Don't be afraid of anything, nobody is going to do anything to you. Thank you, thank you. Thanks, be safe. Nobody knows anything. Everything is done on my order."

Publicidade