Frases de Paul Bowles

Paul Bowles foto
0  0

Paul Bowles

Data de nascimento: 30. Dezembro 1910
Data de falecimento: 18. Novembro 1999

Publicidade

Paul Frederic Bowles foi um escritor, compositor e viajante norte-americano.

Paul Bowles nasceu em Queens, Nova Iorque e estudou na Universidade da Virgínia durante um ano antes de partir na sua primeira viagem a Paris em 1929. De novo em Paris, em 1931, conviveu com Gertrude Stein e teve lições de composição com Aaron Copland, com quem empreendeu a sua primeira visita a Tânger , para onde se haveria de mudar definitivamente em 1947, seguido de sua mulher, a autora de teatro Jane Auer, com quem havia casado em 1938.

O suave ambiente do Norte de África, bem como a tolerância que então se vivia no que respeita a experiências sexuais e a utilização de drogas, parecem ter constituído um magnete e a sua casa de Tânger passaria a ser o centro de peregrinação da geração beat incluindo Allen Ginsberg, William S. Burroughs e Gregory Corso e também grandes nomes da literatura norte-americana como Truman Capote, Tennessee Williams e Gore Vidal.

Paul Bowles faleceu em 1999 em Tânger e, apesar de ter vivido cerca de 52 anos em Marrocos, foi enterrado em Lakemont, Nova Iorque.

De entre as suas obras mais conhecidas conta-se O céu que nos protege , adaptado ao cinema por Bernardo Bertolucci com o título Um Chá no Deserto em Portugal e O Céu que nos Protege no Brasil. No entanto Bowles foi um artista multifacetado, tendo escrito romances, contos, poemas e livros de viagens, tendo traduzido autores Marroquinos e transcrições de contos tradicionais de Marrocos recolhidos oralmente, e tendo composto várias peças para orquestra, piano, bailado e voz.

Em 2007 o Centro Cultural de Belém, em Lisboa, dedicou-lhe o ciclo "Um abrigo na Terra" onde foram executadas diversas obras musicais de Bowles, projectados filmes e feitas leituras do autor seguidos de debates e análise da obra. Também foram apresentadas simultaneamente uma exposição de capas originais dos seus livros e uma exposição de fotografias sobre o autor e sobre Tânger.

Citações Paul Bowles

„Because we don't know when we will die, we get to think of life as an inexhaustible well. Yet everything happens only a certain number of times, and a very small number really.“

— Paul Bowles
Context: Because we don't know when we will die, we get to think of life as an inexhaustible well. Yet everything happens only a certain number of times, and a very small number really. How many more times will you remember a certain afternoon of your childhood, some afternoon that is so deeply a part of your being that you can't even conceive of your life without it? Perhaps four or five times more, perhaps not even that. How many more times will you watch the full moon rise? Perhaps twenty. And yet it all seems limitless.

„How many more times will you watch the full moon rise? Perhaps twenty. And yet it all seems limitless.“

— Paul Bowles
Context: Because we don't know when we will die, we get to think of life as an inexhaustible well. Yet everything happens only a certain number of times, and a very small number really. How many more times will you remember a certain afternoon of your childhood, some afternoon that is so deeply a part of your being that you can't even conceive of your life without it? Perhaps four or five times more, perhaps not even that. How many more times will you watch the full moon rise? Perhaps twenty. And yet it all seems limitless.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Próximo
Aniversários de hoje
Manoel de Barros57
poeta brasileiro 1916 - 2014
Geraldo Lapenda foto
Geraldo Lapenda5
1925 - 2004
Emily Brontë foto
Emily Brontë29
Escritora e poetisa britânica 1818 - 1848
Outros 44 aniversários hoje
Autores parecidos
Edgar Allan Poe foto
Edgar Allan Poe33
Escritor, poeta e crítico americano
Marie Curie foto
Marie Curie7
química e física polonesa naturalizada primeiro russa, e,...