Frases de Patricio Guzmán

Patricio Guzmán foto

1   0

Patricio Guzmán

Data de nascimento: 11. Agosto 1941

Patricio Guzmán Lozanes é um diretor de cinema chileno, especializado em documentários. Dirigiu o filme Salvador Allende, sobre o ex-presidente chileno Salvador Allende, e Nostalgia da Luz, uma de suas obras mais premiadas, em que mostra o deserto do Atacama como o centro de dois tipos de pesquisa bem distintos: por um lado, é a sede de importantes estudos astronômicos, e por outro é local em que parentes de desaparecidos políticos do regime militar do Chile realizam buscas por restos mortais de seus familiares.

De orientação política abertamente esquerdista, Guzmán começou a carreira de diretor ainda nos anos 1960, fazendo um cinema engajado. Apoiava ostensivamente o governo de Salvador Allende e precisou deixar o Chile depois que o general Augusto Pinochet tomou o poder, em 1973. Em entrevista ao crítico Bruno Ghetti, na Revista Cult, Guzmán diz que exilou-se primeiramente na Espanha, depois em Cuba e, finalmente, na França, onde fixou residência e produziu a maior parte de seus filmes a partir de então.

O tema mais recorrente na obra de Guzmán é o período da Ditadura Militar chilena, seja em documentários com imagens filmadas do “calor do momento”, como os filmes da série A Batalha do Chile, ou revisitado em longas posteriores, como Nostalgia da Luz e El Botón de Nácar. Neste último, o diretor traça um paralelo entre a dizimação de povos indígenas do sul do Chile com os assassinatos de militantes de esquerda nos anos 1970 pelo governo militar do país.

Guzmán já ganhou diversos prêmios, entre eles o de melhor roteiro no Festival de Berlim 2015, por El Botón de Nácar. Em 2015, o cineasta teve dois de seus filmes incluídos na lista dos melhores documentários de todos os tempos, organizada pela revista britânica Sight and Sound: Nostalgia da Luz ficou na 12ª posição, enquanto A Batalha do Chile ficou ranqueado na 19ª colocação.

.


„Somos um país que não se sente latino-americano. A elite costuma dizer que o Chile é um grande país que está num bairro muito ruim.“

Autores parecidos