Frases de Giorgio Agamben

Giorgio Agambenfoto

4  0

Giorgio Agamben

Data de nascimento:22. Abril 1942

Giorgio Agamben é um filósofo italiano, autor de obras que percorrem temas que vão da estética à política. Seus trabalhos mais conhecidos incluem sua investigação sobre os conceitos de estado de exceção e homo sacer.

Formado em Direito, em 1965, com uma tese sobre o pensamento político de Simone Weil, participou dos seminários promovidos por Martin Heidegger, no fim dos anos 1960. Em 1974, transferiu-se para Paris, onde ensinou na Universidade de Rennes 2 - Haute Bretagne. No ano seguinte, trabalhou em Londres. Entre 1986 e 1993 dirigiu o Collège international de philosophie em Paris. De 1988 a 2003 ensinou nas universidades de Macerata e de Verona. De 2003 a 2009 lecionou Estética e Filosofia, no Instituto Universitário de Arquitetura de Veneza. Em seguida decidiu abandonar a atividade de ensino nas universidades italianas. Atualmente dirige a coleção "Quarta prosa" da editora Neri Pozza. na Università IUAV em Veneza. A sua produção se concentra nas relações entre a filosofia, a literatura, a poesia e, fundamentalmente, a política.

Também foi professor visitante em várias universidades americanas, de Berkeley a Northwestern University, em Evanston, e na Universidade Heinrich Heine, de Düsseldorf.

Responsável pela edição italiana da obra de Walter Benjamin, foi professor visitante da New York University, antes de se decidir a não mais entrar nos Estados Unidos, em protesto contra a política de segurança do governo Bush.

Entre as suas publicações principais, destacam-se Bartleby, la formula della creazione - uma análise da figura de um escrivão que deixa de escrever , que é uma quase reflexão indirecta sobre o seu próprio método de escritor e de filósofo - e o imenso projecto, do qual se ocupa desde o início dos anos 1990, e que se refere a uma figura jurídica singular do antigo direito romano: o homo sacer ou «homem sagrado». A publicação de Homo sacer: Il potere sovrano e la nuda vita , um estudo que o leva ao reconhecimento internacional, marca a primeira fase dessa investigação.

Agamben recebeu o Prix Européen de l'Essai Charles Veillon em 2006.

Citações Giorgio Agamben













Giorgio Agamben foto
Giorgio Agamben13
Italian philosopher 1942







Giorgio Agamben foto
Giorgio Agamben13
Italian philosopher 1942
„Uexküll begins by carefully distinguishing the Umgebung, the
objective space in which we see a living being moving, from the
Umwelt, the environment-world that is constituted by a more or
less broad series of elements that he calls “carriers of significance”
(Bedeutungsträger) or of “marks” (Merkmalträger), which are the
only things that interest the animal. In reality, the Umgebung is
our own Umwelt, to which Uexküll does not attribute any particular
privilege and which, as such, can also vary according to the
 Umwelt
point of view from which we observe it. There does not exist a forest
as an objectively fixed environment: there exists a forest-forthe-park-ranger,
a forest-for-the-hunter, a forest-for-the-botanist,
a forest-for-the-wayfarer, a forest-for-the-nature-lover, a forest-forthe-carpenter,
and finally a fable forest in which Little Red Riding
Hood loses her way. Even a minimal detail—for example, the
stem of a wildflower—when considered as a carrier of significance,
constitutes a different element each time it is in a different environment,
depending on whether, for example, it is observed in the
environment of a girl picking flowers for a bouquet to pin to her
corset, in that of an ant for whom it is an ideal way to reach its
nourishment in the flower’s calyx, in that of the larva of a cicada
who pierces its medullary canal and uses it as a pump to construct
the fluid parts of its elevated cocoon, or finally in that of the cow
who simply chews and swallows it as food.“

Autores parecidos