Frases de Gabriel, O Pensador

Gabriel, O Pensador foto

6   0

Gabriel, O Pensador

Data de nascimento: 4. Março 1974

Gabriel Contino , mais conhecido pelo nome artístico Gabriel, o Pensador, é um rapper, compositor, escritor e empresário brasileiro. Iniciou sua carreira musical ao lançar uma fita demo com a música "Tô Feliz ", sendo logo contratado pela Sony Music. Lançou pela gravadora sete álbuns: Gabriel o Pensador, Ainda É Só o Começo, Quebra-Cabeça, Nádegas a Declarar, Seja Você Mesmo e Cavaleiro Andante. Seu último álbum, Sem Crise , foi lançado de forma independente.

Além de cantor, Gabriel é escritor e lançou três livros, o autobiográfico Diário Noturno, e os infantis Um Garoto Chamado Rorbeto e Meu Pequeno Rubro-Negro. Sua quarta obra, Nada Demais, co-autoria com Laura Malin, está completo mas ainda não foi publicado. Paralelamente a isso, Gabriel também é um ativista social tendo como projetos o "Pensador Futebol" que investe em jovens jogadores que querem se profissionalizar e junto de Luís Figo e Luiz Felipe Scolari comanda o projeto de futebol chamado "Dream Football" que através do envio de vídeos via internet dá a oportunidade dos participantes serem contratados por times profissionais de futebol. Além de projetos de futebol, ainda tem um projeto social conhecido como "Pensando Junto" que atende as crianças carentes da Rocinha.


„Mas nem sempre a fraqueza que se sente quer dizer que a gente não é forte..“

„Eu queria morar numa favela...“


„Votei [em Lula]. Gostei desse início. E com a volta do Senado e do Congresso vamos ver qual o resultado desse governo. O que o poder executivo tem feito eu gostei.“

„No Brasil o cara faz o rap querendo passar alguma coisa. Independente do estilo, quase todos querem passar alguma coisa legal. Não é uma coisa só de protesto, com temas repetitivos. Aqui tentamos caprichar no conteúdo das letras. Lá [nos Estados Unidos] é sem conteúdo, um free style vazio - e a galera se amarra!“

„Não gosto do Eminem, mas gosto do seu som.“

„Os rappers americanos nem têm mais esse engajamento. Se perdeu muito desse lado que era original, legal. Isso lá fora. Aqui no Brasil, não, continua maneiro. Lá a essência se perdeu por causa de um trabalho repetitivo, sem originalidade. Musicalmente ainda tem uns lances legais.“

Autores parecidos