Frases de Efrém da Síria

Efrém da Síria foto
0  0

Efrém da Síria

Data de nascimento: 306
Data de falecimento: 9. Junho 373

Publicidade

Efrém da Síria ou Efrém, o Sírio foi um prolífico compositor de hinos e teólogo do século IV, venerado por cristãos do mundo inteiro, especialmente pela Igreja Ortodoxa Síria, como um santo. Nascido em Nísibis, foi discípulo de Tiago de Nísibis na famosa escola da cidade.

Escapando do avanço do exército sassânida, fugiu para Edessa onde lecionou por muitos anos. Autor de uma grande variedade de hinos, poemas e sermões de exegese bíblica, em verso e em prosa. Suas obras são exemplos de uma teologia prática voltadas para defesa da igreja em tempos turbulentos e tornaram-se tão populares que, por séculos após a sua morte, autores cristãos escreveram centenas de trabalhos pseudepígrafes em seu nome.

Por suas obras, foi declarado Doutor da Igreja pelo papa Bento XV em 1920. Efrém tem sido considerado o mais importante de todos os padres da Igreja na tradição siríaca da igreja.

Citações Efrém da Síria

„O Lord and Master of my life, give me not a spirit of sloth, vain curiosity, lust for power and idle talk, but give to me, Thy servant, a spirit of soberness, humility, patience and love.“

— Ephrem the Syrian
Context: O Lord and Master of my life, give me not a spirit of sloth, vain curiosity, lust for power and idle talk, but give to me, Thy servant, a spirit of soberness, humility, patience and love. O Lord and King, grant me to see my own faults and not to condemn my brother: for blessed art Thou to the ages of ages. Amen. O God, cleanse me, a sinner. "Prayer of Ephrem" as translated in The Lenten Triodion (1978) by Mother Mary and Archimandrite Kallistos Ware, p. 69 Variant translations: O Lord and Master of my life, give me not a spirit of sloth, vain curiosity, lust for power and idle talk, but give to me, your servant, a spirit of soberness, humility, patience and love. O Lord and King, grant me to see my own faults and not to condemn my brother: for you are blessed for ever and ever. Amen. O God, cleanse me, a sinner. As translated in Who's Holding the Umbrella (1984) by William E. Yaeger, p. 70