Frases de Bashar al-Assad

Bashar al-Assad foto
0  0

Bashar al-Assad

Data de nascimento: 11. Setembro 1965

Publicidade

Bashar Hafez al-Assad, em árabe بشار حافظ الأسد‎ é um político sírio e o atual presidente de seu país e Secretário Geral do Partido Baath desde 17 de julho de 2000. Sucedeu a seu pai, Hafez al-Assad, que governou por 30 anos até sua morte.

Al-Assad formou-se na Faculdade de Medicina da Universidade de Damasco em 1988, e começou a exercer a profissão no exército. Quatro anos mais tarde, ele participou de estudos de pós-graduação do Hospital Ocidental Eye, em Londres, especializando-se em oftalmologia. Em 1994, depois de seu irmão mais velho, Bassel al-Assad, ser morto em um acidente de carro, Bashar foi chamado para a Síria para assumir o seu papel como herdeiro aparente. Ele entrou na academia militar, assumiu o comando da ocupação da Síria no Líbano em 1998. Em dezembro de 2000, Assad se casou com Asma al-Assad, nascida Akhras. Al-Assad foi reconfirmado pelo eleitorado nacional como o presidente da Síria em 2000 e 2007, após o Conselho Popular da Síria ter votado para propor o titular de cada vez.Inicialmente visto pela comunidade nacional e internacional como um potencial reformador, essas expectativas cessaram quando ele ordenou uma repressão em massa e cercos militares contra manifestantes pró-rebeldes em meio a uma guerra civil recente, descrito por alguns comentaristas como relacionados ao amplo movimento da Primavera Árabe. Posteriormente, a renúncia de al-Assad da presidência foi pedida por grande parte da oposição doméstica sunita do país, pelos Estados Unidos, pelo Canadá, pela União Europeia e pelos Estados membros da Liga Árabe. Ele pertence à seita minoritária alauita e seu governo tem sido descrito como secular. Assad é tachado como ditador por seus oponentes e seu regime recebeu condenação internacional de líderes mundiais, ativistas e jornalistas devido a acusações de violações de direitos humanos. Em junho de 2014, chegou a ser incluído em uma lista, entregue à Corte Penal Internacional, de funcionários de governos e rebeldes acusados de crimes de guerra. Assad sempre rejeitou as acusações de ter perpetrado crimes contra a humanidade e criticou a intervenção militar estrangeira, liderada nos Estados Unidos, em seu país como uma tentativa de "mudança de regime".

Citações Bashar al-Assad

„We are facing an external attack against us, which is more dangerous than any other previous wars... We are dealing with those who are extremists, who only know the language of killing and criminality.“

— Bashar al-Assad
As quoted by Holly Yan et. al. [http://edition.cnn.com/2013/01/06/world/meast/syria-civil-war/?hpt=hp_t1 Al-Assad touts plan for resolution, says enemies of Syria 'will go to hell'], CNN (Jan. 17, 2013)

Publicidade

„[Enemies of Syria] are the enemies of the people and the enemies of God. And the enemies of God will go to hell.“

— Bashar al-Assad
As quoted by Holly Yan et. al. [http://edition.cnn.com/2013/01/06/world/meast/syria-civil-war/?hpt=hp_t1 Al-Assad touts plan for resolution, says enemies of Syria 'will go to hell'], CNN (Jan. 17, 2013)

„There is no such things as "Islamic terrorism," because terrorism differs from Islam. There's just terrorism, not Islamic terrorism. But the term "Islamic terrorism" has become widespread.“

— Bashar al-Assad
[http://www.memritv.org/Transcript.asp?P1=958 "If Sanctions Are Imposed on Syria, the Entire World Will Pay the Price"], MEMRI (Dec. 2005)

„I'm not a puppet. I wasn't made by the west to go to the west or any other country. I'm Syrian. I'm made in Syria. I have to live in Syria and die in Syria.“

— Bashar al-Assad
[http://www.rferl.org/content/syrian-president-assad-wont-leave-syria/24765439.html Interview with RT], (November 2012)