„Ela é a mesma, só que mais esperta. E por mais amargo que seja, ele jamais mudará o sabor do doce.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História

Citações relacionadas

Francisco de Assis photo

„O que era amargo tornou-se doce.“

—  Francisco de Assis santo católico fundador da Ordem Franciscana 1182 - 1226

Erasmo de Rotterdam photo
Tommaso Campanella photo

„A morte é doce para quem a vida é amarga.“

—  Tommaso Campanella 1568 - 1639

morte è dolce a chi la vita è amara
"Canzone III, Madrigale V" in: "Poesie filosofiche di Tomaso Campanella" - Página 176 http://books.google.com.br/books?id=UtLt099GegEC&pg=RA1-PA176, de Tommaso Campanella - Publicado por G. Ruggia e c., 1834 - 223 páginas

Jean Jacques Rousseau photo

„A paciência é amarga, mas seu fruto é doce.“

—  Jean Jacques Rousseau, livro Julie, or the New Heloise

La patience est amere, mais son fruit est doux
La nouvelle Héloïse‎ - Tome Premier, Página 460 http://books.google.com.br/books?id=yXQTAAAAQAAJ&pg=PA460, de Jean-Jacques Rousseau - 1788
La nouvelle Héloïse

Aristoteles photo
Marquês de Maricá photo

„O mal é doce no começo, mas amargo no fim.“

—  Frases Judaicas

Variante: A tentação é doce no início e amarga no fim.

Aristoteles photo
William Shakespeare photo

„Sendo o fim doce, que importa que o começo amargo fosse? Bem está o que acaba.“

—  William Shakespeare dramaturgo e poeta inglês 1564 - 1616

Variante: Sendo o fim doce, que importa que o começo amargo fosse?

Demócrito photo

„Por definição há cor, / Por definição há doce, / Por definição há amargo, / Mas na realidade há átomos e espaço.“

—  Demócrito

citado em "Ancilla to the Pre-Socratic Philosophers: A Complete Translation of the Fragments in Diels" - página 142 http://books.google.com/books?id=ASijqFryr5IC&pg=PA142, item 9., Kathleen Freeman, Forgotten Books, 1948, ISBN 1606802569, 9781606802564
Física e epistemologia

Martha Medeiros photo
Tati Bernardi photo
Denis Diderot photo

„O dinheiro dos tolos é o património dos espertos.“

—  Denis Diderot, livro O Sobrinho de Rameau

l' argent des sots est le patrimoine des gens d'esprit
"Le Neveu de Rameau" in: "Oeuvres de Denis Diderot", Volume 21‎ - Página 130 http://books.google.com.br/books?id=H7F23soJOoQC&pg=PA130, Denis Diderot, Jacques André Naigeon - J. L. J. Briére, 1821

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“