„A ignorância que deverá ser acanhada, conhecendo-se, é audaz e temerária quando não se conhece.“

Última atualização 18 de Janeiro de 2019. História
Tópicos
ignorância, ser
Marquês de Maricá photo
Marquês de Maricá625
1773 - 1848

Citações relacionadas

Tucídides photo
Confucio photo
Sócrates photo
Sócrates photo

„Sábio é aquele que conhece os limites da própria ignorância.“

—  Sócrates -470 - -399 a.C.

Sócrates, como citado in: Africa hoje - Edições 191-196, A. Cardoso, 2004
Atribuídas
Variante: Sabio é aquele que conhece os limites da própia ignorância

Lao Tsé photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Sócrates photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Confucio photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Shânkara photo
Bhaktivedanta Swami Prabhupada photo

„É tolice ser sábio onde a ignorância é bem-aventurança.“

—  Bhaktivedanta Swami Prabhupada 1896 - 1977

It is folly to be wise where ignorance is bliss
em entrevista http://prabhupadabooks.com/?g=161265 a John Nordheimer para o "New York Times", 2 de setembro de 1972

Ramalho Ortigão photo
Esta tradução está aguardando revisão. Está correcto?
Agatha Christie photo

„Como seres humanos avessos jamais admitiram ignorância!“

—  Agatha Christie escritora, romancista, contista, dramaturga e poetisa britânica 1890 - 1976

Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo
Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche photo

„Se houver desigualdade nas condições econômicas, aquele que se ache em situação mais vantajosa deverá ser generoso com o outro. Idêntica conduta deve-se observar quanto à cultura e conhecimento. Mas nunca se deverá mostrar superioridade ao proporcionar essa ajuda.“

—  Carlos Bernardo Gonzalez Pecotche 1901 - 1963

Si hubiera desigualdad en las condiciones económicas, el que se halle en situación más ventajosa deberá ser generoso con el otro. Idéntica conducta debe observarse en cuanto a cultura y conocimiento. Pero nunca se mostrará superioridad al brindar esa ayuda.
Bases para tu conducta - página 27, Carlos Bernardo González Pecotche, 6a. ed. Buenos Aires: Fund. Logosófica, 2011,ISBN 978-987-24055-4-0

Tópicos relacionados