Frases de John Banville página 2

John Banville photo
0  0

John Banville

Data de nascimento: 8. Dezembro 1945
Outros nomes:جان بنویل,Benjamin Black

Publicidade

William John Banville , que escreve como John Banville e às vezes como Benjamin Black, é um escritor irlandês, romancista, adaptador de peças de teatro e guionista. Reconhecido pelo seu estilo de prosa preciso, frio, forense, com uma inventividade Nabokoviana, e pelo humor negro dos seus geralmente maliciosos narradores, Banville é considerado "um dos romancistas literariamente mais imaginativos escrevendo na língua inglesa actual." Ele tem sido descrito como o "herdeiro de Proust, via Nabokov."

Banville recebeu inúmeros prémios na sua carreira. O seu romance The Book of Evidence foi indicado para o Prémio Man Booker e recebeu o prémio Guinness Peat Aviation em 1989. O seu décimo quarto romance, The Sea , ganhou o Prémio Man Booker em 2005. Em 2011, Banville foi galardoado com o Prémio Franz Kafka, e em 2013 ganhou o PEN Award irlandês e o Prémio de Estado de Literatura Europeia austríaco. Em 2014, recebeu o Prémio Príncipe de Astúrias de literatura É considerado um candidato ao Prémio Nobel da Literatura. A ambição declarada de Banville é dar à sua prosa "o tipo de densidade e a espessura que tem a poesia".

De 2006 a 2014, publicou oito romances policiais como Benjamin Black, em seis dos quais aparece a personagem Quirke, um patologista irlandês que é apresentado como vivendo em Dublin.

Citações John Banville

Publicidade
Publicidade

„If they give me the bloody prize, why can't they say nice things about me?“

— John Banville
John Banville http://www.guardian.co.uk/books/2008/jun/10/johnbanville?INTCMP=SRCH, The Guardian (22 July 2008).

Publicidade

„The white May blossom swooned slowly into the open mouth of the grave.“

— John Banville
The opening line of a juvenile and "dreadful imitation" of Joyce's Dubliners - John Banville http://www.guardian.co.uk/books/2008/jun/10/johnbanville?INTCMP=SRCH, The Guardian (22 July 2008).

Próximo