Frases sobre pergunta

Uma coleção de frases e citações sobre o tema da pergunta.

Tópicos relacionados

Total 410 citações, filtro:


Pablo Neruda photo

„Quem morre?

Morre lentamente
quem se transforma em escravo do hábito,
repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca
Não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente
quem faz da televisão o seu guru.
Morre lentamente
quem evita uma paixão,
quem prefere o preto no branco
e os pingos sobre os "is" em detrimento de um redemoinho de emoções,
justamente as que resgatam o brilho dos olhos,
sorrisos dos bocejos,
corações aos tropeços e sentimentos.
Morre lentamente
quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho,
quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho,
quem não se permite pelo menos uma vez na vida,
fugir dos conselhos sensatos.
Morre lentamente
quem não viaja,
quem não lê,
quem não ouve música,
quem não encontra graça em si mesmo.
Morre lentamente
quem destrói o seu amor-próprio,
quem não se deixa ajudar.
Morre lentamente,
quem passa os dias queixando-se da sua má sorte
ou da chuva incessante.
Morre lentamente,
quem abandona um projeto antes de iniciá-lo,
não pergunta sobre um assunto que desconhece
ou não responde quando lhe indagam sobre algo que sabe.

Evitemos a morte em doses suaves,
recordando sempre que estar vivo exige um esforço muito maior
que o simples fato de respirar. Somente a perseverança fará com que conquistemos
um estágio esplêndido de felicidade.“

—  Pablo Neruda Escritor 1904 - 1973

Friedrich Nietzsche photo
Publicidade

„Em todas as circunstâncias


Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. v.18


Em nosso bairro, reclamamos muito sobre as constantes quedas de energia. Elas podem ocorrer até três vezes numa semana e duram até 24 horas, mergulhando o bairro na escuridão. É difícil suportar esse inconveniente quando não podemos usar os aparelhos domésticos básicos.

Nossa vizinha, que é cristã, muitas vezes pergunta: “Isso é algo pelo qual devemos agradecer a Deus?” Ela está se referindo a 1 Tessalonicenses 5:18: “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” Nós sempre dizemos: “Sim, claro, damos graças a Deus em todas as coisas.” Mas essa maneira tímida de dizermos é negada pela nossa reclamação cada vez que a energia é interrompida.

Certo dia, porém, a nossa crença de que devemos agradecer a Deus em todas as circunstâncias assumiu um novo significado. Voltei do trabalho para encontrar nossa vizinha visivelmente abalada, dizendo: “Graças a Deus que faltou energia. Minha casa teria queimado e minha família e eu teríamos perecido!”

Um caminhão de coleta de lixo tinha atingido o poste de eletricidade na frente de sua casa e derrubado os cabos de alta-tensão sobre várias casas. Se os cabos estivessem energizados, as mortes teriam sido inevitáveis.

As circunstâncias difíceis que enfrentamos podem dificultar a nossa gratidão. Podemos ser gratos ao nosso Deus, que vê em cada situação uma oportunidade para que confiemos nele — quer vejamos ou não os Seus propósitos.

Pela graça de Deus 
podemos ser gratos em todas as coisas. Lawrence Darmani“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Eu sei tudo


Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos. v.3


Nosso filho e nora tiveram uma emergência. Nosso neto estava com pneumonia e bronquite e precisou ser levado ao hospital. Meu filho perguntou se poderíamos buscar seu filho de 5 anos na escola e levá-lo à nossa casa. Minha esposa e eu ficamos contentes por ajudá-los.

Quando meu neto entrou no carro, a vovó perguntou-lhe: “Você está surpreso que nós viemos buscá-lo hoje?” Ele respondeu: “Não!” Quando perguntamos o porquê, ele nos respondeu: “Porque eu sei tudo!”

Uma criança de 5 anos pode pensar que sabe tudo, mas nós que somos um pouco mais velhos entendemos melhor. Muitas vezes temos mais perguntas do que respostas. Gostaríamos de saber sempre sobre ‘os porquês, os quando e os como’ da vida, com frequência esquecendo-nos que embora não saibamos tudo, conhecemos o Deus que sabe.

O Salmo 139:1,3 fala do nosso Deus onisciente e do Seu conhecimento que é abrangente, Ele nos conhece intimamente. Davi diz: “Senhor, tu me sondas e me conheces. […] Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos.” Como é consolador saber que Deus nos ama perfeitamente, e tem plena consciência do que vamos enfrentar hoje, e Ele sabe a melhor forma de nos ajudar em todas as circunstâncias da vida.

O nosso conhecimento será sempre limitado, mas conhecer a Deus é o que mais importa. Podemos confiar nele.

Conhecer a Deus 
é o que mais importa. Bill Crowder“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Longas sombras


…o Senhor é bom, a sua misericórdia dura […] de geração em geração… v.5


Vários anos atrás, minha mulher e eu ficamos em uma pousada rústica num local remoto na Inglaterra. Estávamos lá com quatro outros casais ingleses, que não conhecíamos anteriormente. Sentados na sala de estar para um cafezinho após o jantar, a conversa se voltou para ocupações, com a pergunta “O que você faz?”. Na época, eu era o presidente do Instituto Bíblico Moody em Chicago, EUA. Presumi que ninguém ali sabia algo sobre esse Instituto ou seu fundador, D. L. Moody. Quando mencionei o nome da escola, a reação deles foi imediata e surpreendente. “De Moody e Sankey… esse Moody?” Outro hóspede acrescentou: “Temos um hinário Sankey e, frequentemente, nossa família se reúne em torno do piano para cantar canções dele.” Fiquei surpreso! O evangelista Dwight Moody e seu músico Ira Sankey tinham feito reuniões nas Ilhas Britânicas há mais de 120 anos e ainda se podia sentir a influência deles ali.

Naquela noite, saí da sala pensando nas maneiras como a nossa vida pode lançar longas sombras de influência para Deus — a influência de uma mãe que ora sobre os seus filhos, as palavras de incentivo de um colega de trabalho, o apoio e o desafio de um professor ou mentor, as palavras amorosas, mas corretivas, de um amigo. É um grande privilégio desempenhar um papel na maravilhosa promessa de que “…a sua misericórdia dura […] de geração em geração…” (SALMO 100:5).

Somente o que é feito por Cristo permanece. Joe Stowell“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Atos aleatórios de bondade


…Como é que me favoreces e fazes caso de mim, sendo eu estrangeira? v.10


Alguns dizem que a escritora norte-americana Anne Herbert rabiscou a frase “Pratique atos aleatórios de bondade e atos insensatos de beleza” algo do tipo: “Pratique o bem sem olhar a quem” — numa toalha de mesa individual num restaurante em 1982. Desde então, esse sentimento foi popularizado pelo cinema e pela literatura, e incorporou-se à língua.

A pergunta é: “Por quê?” Por que devemos demonstrar bondade? Para aqueles que seguem Jesus, a resposta é clara: Para demonstrar a terna misericórdia e bondade de Deus.

No Antigo Testamento há um exemplo desse princípio na história de Rute, a emigrante de Moabe. Ela era estrangeira, vivendo em terra estranha cuja língua e cultura não entendia. Além disso, ela era desesperadamente pobre, totalmente dependente da caridade de pessoas que mal a percebiam.

No entanto, um israelita demonstrou graça a Rute e tocou-lhe o coração (Rute 2:13). Ele lhe permitiu respigar em seus campos, porém, mais do que simples caridade, ele lhe demonstrou por meio de sua compaixão a terna misericórdia de Deus, Aquele sob cujas asas ela poderia se refugiar. Rute se tornou esposa de Boaz, parte da família de Deus e fez parte da linhagem de ancestrais que levou a Jesus, que trouxe salvação ao mundo (Mateus 1:1-16).

Jamais imaginamos o alcance de algo feito em nome de Jesus.

Nunca é cedo demais para ser bondoso. David H. Roper“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Oriente e Ocidente


Quem és tu que julgas o servo alheio?… v.4


Quando os alunos do sudeste da Ásia tiveram aulas com um professor visitante, este aprendeu uma lição. Depois de dar aos alunos um teste de múltipla escolha, surpreendeu-se ao descobrir muitas perguntas sem resposta. Enquanto devolvia os testes corrigidos, ele sugeriu que, da próxima vez, em vez de deixar respostas em branco eles deveriam dar um palpite. Surpreso, um dos estudantes levantou a mão e perguntou: “E se eu acidentalmente acertar a resposta? Estaria dando a entender que sabia a resposta.” O aluno e professor tinham perspectivas e práticas diferentes.

Nos dias do Novo Testamento, os convertidos judeus e gentios vinham para Cristo com perspectivas tão diferentes quanto o Oriente dista do Ocidente. Em pouco tempo, eles estavam em desacordo sobre assuntos tão diversos como dias de culto e o que um seguidor de Cristo seria livre para comer ou beber. O apóstolo Paulo exortou-os a lembrar um fato importante: Nenhum de nós está em posição de saber ou julgar o coração do outro.

Por uma questão de harmonia com outros cristãos, Deus nos exorta a percebermos que todos nós somos responsáveis diante de nosso Senhor, por agir de acordo com a Sua Palavra e nossa consciência. No entanto, somente Ele está em posição de julgar as atitudes do nosso coração (Romanos 14:4-7).

Seja lento para julgar os outros, 
mas rápido para julgar-se a si mesmo. Mart De Haan“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„A face de Deus


Porque Deus […] resplandeceu em nosso coração, para iluminação do conhecimento da glória de Deus… v.6


Grande parte da minha carreira de escritor tem girado em torno do problema da dor. Sempre volto às mesmas perguntas, como se estivesse cutucando uma velha ferida que nunca sara. Os leitores de meus livros me escrevem e suas histórias angustiantes dão faces humanas às minhas dúvidas. Lembro-me de um pastor de jovens me telefonando após descobrir que sua esposa e filha estavam morrendo de AIDS devido a uma transfusão de sangue contaminado. Ele perguntou: “Como posso falar ao meu grupo de jovens sobre um Deus amoroso?”

Aprendi a nem tentar responder a esses “por quês”. Por que a esposa do pastor de jovens recebeu o frasco de sangue contaminado? Por que um tornado atingiu uma cidade e não a outra? Por que as orações por cura física não são respondidas?

Uma pergunta, porém, já não me atormenta como antes: “Deus se importa?” Só conheço uma maneira de responder a essa pergunta, e a resposta é Jesus. Em Jesus, Deus nos deu uma face. Se você quiser saber como Deus se sente quanto ao sofrimento neste planeta que geme, olhe para aquela face.

“Deus se importa?” A morte de Seu Filho por nós, que acabará por eventualmente destruir toda dor, tristeza, sofrimento e morte eternamente, responde a essa pergunta.

O amor de Deus por nós é tão abrangente 
quanto os braços abertos de Cristo na cruz. Philip Yancey“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Firmando-se em Jesus


Ora, ali estava conchegado a Jesus um dos seus discípulos, aquele a quem ele amava. v.23


Às vezes, ao colocar a cabeça no travesseiro à noite, oro e imagino que estou me apoiando em Jesus. Sempre que faço isso, lembro-me do que a Palavra de Deus nos diz sobre o apóstolo João. O próprio João descreve como ele estava sentado ao lado de Jesus na Última Ceia: “…estava conchegado a Jesus um dos seus discípulos, aquele a quem ele amava” (v.23).

João usou o termo “a quem ele amava” como uma maneira de referir-se a si mesmo, sem mencionar seu próprio nome. Ele também está representando o cenário de um típico banquete em Israel do primeiro século, quando se usava uma mesa mais baixa do que as de hoje, à altura do joelho. Sentar-se reclinado, sem cadeiras numa esteira ou almofadas era a posição natural ao redor da mesa. João estava sentado tão perto do Senhor que, ao virar-se para lhe fazer uma pergunta, abaixou a cabeça “reclinando-se sobre o peito de Jesus” (v.25).

A proximidade de João em relação a Jesus, naquele momento, traz uma ilustração útil para o nosso relacionamento com o Senhor hoje. Podemos não ser capazes de tocar Jesus fisicamente, mas podemos confiar-lhe as mais pesadas circunstâncias de nossa vida. Ele disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei” (Mateus 11:28). Como somos abençoados por ter um Salvador em cuja fidelidade podemos confiar em todas as circunstâncias de nossa vida! Você está “achegando- se” a Jesus hoje?

Somente Jesus nos concede 
o descanso que precisamos. James Banks“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Seu maravilhoso olhar


Buscai o Senhor e o seu poder, buscai perpetuamente a sua presença. v.11


Meu filho de 4 anos, está cheio de perguntas, e conversa muito. Gosto muito de conversar com ele, mas ele desenvolveu o hábito impróprio de falar comigo, mesmo quando ele está de costas. Muitas vezes, lhe digo: “Eu não posso te ouvir, por favor olhe para mim quando estiver falando.”

Às vezes, penso que Deus quer dizer a mesma coisa para nós, não porque Ele não pode nos ouvir, mas talvez porque falhamos com Ele, sem realmente “olhar” para o Senhor. Oramos, mas permanecemos presos às nossas próprias perguntas e concentrados em nós mesmos, esquecendo da pessoa a quem estamos orando. Tal como o meu filho, fazemos perguntas sem prestar atenção à pessoa com quem falamos.

Muitas das nossas preocupações serão resolvidas se nos lembrarmos de quem Deus é o que Ele tem feito. Pelo simples fato de nos voltarmos a Ele, encontramos conforto naquilo que já conhecemos de Seu caráter: que Ele é amoroso, perdoador, soberano, e cheio de misericórdia.

O salmista acreditava que devemos buscar a face de Deus continuamente (Salmo 105:4). Quando Davi nomeou os líderes de adoração e oração, ele incentivou o povo a louvar o caráter de Deus e contar histórias de Sua fidelidade no passado (1 Crônicas 16:8-27).

Quando voltamos os nossos olhos para a bela face de Deus, podemos encontrar a força e o conforto que nos sustentam, mesmo em meio a perguntas sem resposta.

Buscar a face de Deus 
pode fortalecer a nossa fé. Amy Peterson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

Help us translate English quotes

Discover interesting quotes and translate them.

Start translating

„Pequenas mentiras e gatinhos


…como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna… v.21


A mãe de Elias, 4 anos, notou quando ele se afastou correndo dos gatinhos recém-nascidos. Ela tinha lhe dito para não tocá-los. “Você tocou nos gatinhos, Elias?”, perguntou ela.

“Não!”, Ele disse seriamente. Então, a mãe fez-lhe outra pergunta: “Eles eram macios?”

“Sim, e o pretinho miou”, ele respondeu.

Com uma criança pequena, nós sorrimos com essa atitude. Mas a desobediência de Elias ressalta a nossa condição humana. Ninguém precisa ensinar uma criança de 4 anos a mentir. “Eu nasci na iniquidade”, escreveu Davi em sua clássica confissão, “e em pecado me concebeu minha mãe” (Salmo 51:5). O apóstolo Paulo disse: “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram” (Romanos 5:12). Essa notícia deprimente se aplica igualmente a reis, crianças de 4 anos, a você e a mim.

Mas há muita esperança! “A lei veio para aumentar o mal”, escreveu Paulo. “Mas, onde aumentou o pecado, a graça de Deus aumentou muito mais ainda” (Romanos 5:20 NTLH).

Deus não está esperando que pequemos apenas para que Ele possa nos punir. Ele é o Senhor da graça, do perdão e da restauração. Precisamos apenas reconhecer que o nosso pecado não é bonito, nem desculpável e irmos a Ele com fé e arrependimento.

Agora, pois, já nenhuma condenação há 
para os que estão em Cristo Jesus. Romanos 8:1 Tim Gustafson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Esquecido por nossa causa


…De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei. Hebreus 13:5


Ter um amigo por perto torna a dor mais suportável? Foi feito um estudo fascinante para responder a essa pergunta e saber como o cérebro reage à perspectiva de dor, e se reage de maneira diferente se uma pessoa enfrenta a ameaça de dor sozinho, segurando a mão de um estranho, ou de alguém que lhe é próximo.

Fizeram-se os testes em dezenas de pares, e os resultados foram consistentes. Quando uma pessoa estava só ou segurando a mão de um estranho, na expectativa de um choque, as regiões do cérebro que processam o perigo iluminavam-se. Ao segurar as mãos de alguém de confiança, o cérebro relaxava. A presença de um amigo fez a dor parecer mais suportável.

Jesus precisava de conforto ao orar no jardim do Getsêmani. Ele sabia que estava prestes a enfrentar traição, prisão e morte. Ele pediu aos Seus amigos mais próximos para ficarem e orarem com Ele, dizendo-lhes que a Sua alma estava “profundamente triste” (v.38). Mas Seus amigos dormiram.

Jesus enfrentou a agonia, sem o conforto da mão de alguém para segurar. Mas por Ele suportar essa dor, podemos ter a certeza de que Deus nunca nos deixará nem nos abandonará (Hebreus 13:5). Jesus sofreu para que jamais venhamos a experimentar a separação do amor de Deus (Romanos 8:39). A companhia do Senhor faz qualquer coisa que tenhamos que enfrentar ser mais suportável.

Por causa do amor de Deus, 
nunca estamos realmente sozinhos. Amy Peterson“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Perguntas para Deus


Vai nessa tua força […] já que eu estou contigo… vv.14,16


O que você faria se o Senhor aparecesse no meio de seu expediente com uma mensagem? Isto aconteceu com Gideão: “…o Anjo do Senhor lhe apareceu e lhe disse: o Senhor é contigo, homem valente!” Gideão poderia ter respondido com um aceno e engolido em seco, mas disse: “…Se o Senhor é conosco, por que nos sobreveio tudo isto?…” (vv.12,13). Gideão queria entender o porquê parecia que Deus tinha abandonado o Seu povo.

Deus não lhe deu a resposta. Depois que Gideão suportou por 7 anos os ataques dos inimigos, a fome e o esconder-se em cavernas, Deus não explicou por que Ele nunca interveio. O Senhor poderia ter revelado que o motivo era o pecado passado de Israel, mas em vez disso deu-lhe esperança para o futuro, dizendo: “…Vai nessa tua força… eu o ajudarei. Você esmagará todos os midianitas” (vv.14,16).

Você já se questionou por que Deus permitiu o sofrimento em sua vida? Em vez de responder-lhe, Deus pode satisfazê-lo com a Sua presença hoje e lembrá-lo de que você pode confiar na força dele quando se sentir fraco. Quando Gideão finalmente acreditou que Deus estava com ele e o ajudaria, construiu-lhe um altar e o chamou de “O Senhor é paz” (v.24).

Há paz em saber que em tudo o que fizermos e onde formos, iremos com Deus, que prometeu nunca nos deixar e nem abandonar os Seus seguidores.

O que poderia ser melhor do que obter respostas 
para os nossos por quês? Confiar em Deus. Jennifer Benson Schuldt“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

„Boa companhia


…o Espírito da verdade, […] habita convosco e estará em vós. v.17


A mulher idosa não falava com ninguém nem pedia nada no lar onde estava. Parecia que ela simplesmente não existia, balançando-se em sua velha e ruidosa cadeira. Ela não recebia muitos visitantes, então uma jovem enfermeira costumava visitá-la no quarto em seus intervalos de folga. Sem fazer perguntas à mulher para tentar fazê-la falar, ela simplesmente puxava outra cadeira e balançava ao lado da senhora. Depois de vários meses, a mulher idosa disse a ela: “Obrigada por se balançar comigo.” Ela estava grata pela companhia.

Antes de voltar ao Céu, Jesus prometeu enviar um companheiro constante aos Seus discípulos. Ele lhes disse que não os deixaria sozinhos, mas enviaria o Espírito Santo para habitar com eles: “o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê, nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós” (João 14:17). Essa promessa ainda é verdadeira para os cristãos hoje. Jesus disse que o Deus triúno faz Sua “morada” em nós (v.23).

O Senhor é nosso próximo e fiel companheiro durante toda a nossa vida. Ele nos guiará em nossas lutas mais profundas, perdoará nossos pecados, ouvirá cada oração silenciosa e assumirá os fardos que não podemos suportar.

Podemos desfrutar de Sua doce companhia hoje.

O coração do cristão 
é a morada do Espírito Santo. Anne Cetas“

—  pão_diário_é_só_noticias_boas

 Buda photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“