Citar

História

  • Gerson De Rodrigues criado 2 anos, 8 meses atrás

    Poema – 37° Phoenix ‘’A Maior mentira que eu já escutei foi quando Judas me disse que havia cuspido na cara de um homem Santo Santo? aonde estão todos os santos? senão embaixo do tumulo de todos os homens! ’’ Existem tantas formas de se suicidar mas nenhuma delas é tão cruel quanto assistir a si mesmo morrer todas as noites Há tanta luz sobre os meus olhos cegos que eu só consigo enxergar a escuridão - Não percebem estes ratos sujos se alimentando dos meus despojos podres? - Não conseguem escutar os meus sussurros de desespero? Estes gritos em forma de lágrimas são para o diabo como sinfonias de sangue - Se afastem de mim quando eu estiver pronto para morrer! Não me venham com as suas poesias de amor ou orações de mentiras Eu assisti cristo ser enforcado nos sonhos e ilusões de um poeta apaixonado Não amem as minhas palavras temam por suas vidas pois em cada verso deste poema há uma dor que jamais desejariam compreender. '' Há uma criança inocente que vive em meu coração Todas as manhãs ela acorda para brincar com os deuses O Sorriso em seu rosto e o brilho em seus olhos ofusca o desespero que habita em seu coração Durante os dias mais claros ela canta e dança por todos os cômodos da casa E sem que percebam distraídos pela sua bela canção A inocente criança se enforca esbanjando pela última vez Seu belo e inocente sorriso; Há uma terrível criatura que vive em meu coração Todas as noites ela acorda de um suicídio para brincar com o diabo As lágrimas em seus olhos e o ódio estampado em seu rosto ofusca a profunda vontade de viver que habita seu coração Durante as noites mais sombrias ela canta e dança por todos cômodos da casa Incomodada pela sua terrível canção A criatura se enforca esbanjando pela última vez sua profunda vontade de viver… - Gerson De Rodrigues

    —  Gerson De Rodrigues

  • system updated 2 anos, 1 meses atrás

    Poema – 37° Phoenix ‘’A Maior mentira que eu já escutei foi quando Judas me disse que havia cuspido na cara de um homem Santo Santo? aonde estão todos os santos? senão embaixo do tumulo de todos os homens! ’’ Existem tantas formas de se suicidar mas nenhuma delas é tão cruel quanto assistir a si mesmo morrer todas as noites Há tanta luz sobre os meus olhos cegos que eu só consigo enxergar a escuridão - Não percebem estes ratos sujos se alimentando dos meus despojos podres? - Não conseguem escutar os meus sussurros de desespero? Estes gritos em forma de lágrimas são para o diabo como sinfonias de sangue - Se afastem de mim quando eu estiver pronto para morrer! Não me venham com as suas poesias de amor ou orações de mentiras Eu assisti cristo ser enforcado nos sonhos e ilusões de um poeta apaixonado Não amem as minhas palavras temam por suas vidas pois em cada verso deste poema há uma dor que jamais desejariam compreender. '' Há uma criança inocente que vive em meu coração Todas as manhãs ela acorda para brincar com os deuses O Sorriso em seu rosto e o brilho em seus olhos ofusca o desespero que habita em seu coração Durante os dias mais claros ela canta e dança por todos os cômodos da casa E sem que percebam distraídos pela sua bela canção A inocente criança se enforca esbanjando pela última vez Seu belo e inocente sorriso; Há uma terrível criatura que vive em meu coração Todas as noites ela acorda de um suicídio para brincar com o diabo As lágrimas em seus olhos e o ódio estampado em seu rosto ofusca a profunda vontade de viver que habita seu coração Durante as noites mais sombrias ela canta e dança por todos cômodos da casa Incomodada pela sua terrível canção A criatura se enforca esbanjando pela última vez sua profunda vontade de viver… - Gerson De Rodrigues

    —  Gerson De Rodrigues

    Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

* For posting comments, you have to be logged in.