Citar

História

  • Gerson De Rodrigues criado 2 anos, 3 meses atrás

    Poema – Lúcifer ‘’ Enquanto os padres são executados em praça pública As freiras dançam ao lado do diabo Mas quem de fato aproveitou a vida? Os homens pedindo esmola em frente as igrejas Ou os padres enforcados em crucifixos? ‘’ A depressão que se alastra pelo meu corpo faz de mim um santo Preso em um paraíso no qual todos os deuses estão mortos Enquanto eu me afogo em sonhos dos quais nunca irei realizar Eu deveria dizer adeus e com os pés descalços e cheios de feridas Caminhar sobre cacos de vidro em busca do homem que eu fui um dia Eu deveria buscar em cada um dos meus passos sentido para esta depravação que chamamos de vida Mas o que seriam os sentidos? Senão os motivos pelos quais não nos suicidamos; Deveríamos aproveitar cada segundo de nossas vidas Transformando os dias que sucedem o amanhã em feriados que vangloriam nosso próprio nome Então rasguem suas bíblias e transformem suas catedrais em templos de orgia Doem suas fortunas aos pobres Purifiquem suas almas cometendo pecados em seu próprio nome Resgatem a criança que vive em seu interior e brinquem com o Diabo Mas jamais permitam que te apontem os dedos sujos e zombem da sua dor Quando duvidarem das suas angustias mostrem a eles os seus pulsos cheios de sangue Se disserem que somente o amor dos deuses podem salvá-los Mostrem a eles sua coroa de espinhos Louvores e bênçãos serão rogadas em seu nome Mas só vão compreender suas dores Quando encontrarem seus corpos podres dependurados na parte mais elevado do seu quarto Ah… Os nossos quartos… Somente estas paredes frias conhecem nossas dores Então até que a morte grite mais alto do que a vida Dançarei ao lado das freiras canções antigas compostas pelo Diabo E em hipótese alguma deixarei que zombem da minha dor Pois eu sou o homem pedindo esmola em frente as suas igrejas… - Gerson De Rodrigues

    —  Gerson De Rodrigues

  • system updated 1 ano, 8 meses atrás

    Poema – Lúcifer ‘’ Enquanto os padres são executados em praça pública As freiras dançam ao lado do diabo Mas quem de fato aproveitou a vida? Os homens pedindo esmola em frente as igrejas Ou os padres enforcados em crucifixos? ‘’ A depressão que se alastra pelo meu corpo faz de mim um santo Preso em um paraíso no qual todos os deuses estão mortos Enquanto eu me afogo em sonhos dos quais nunca irei realizar Eu deveria dizer adeus e com os pés descalços e cheios de feridas Caminhar sobre cacos de vidro em busca do homem que eu fui um dia Eu deveria buscar em cada um dos meus passos sentido para esta depravação que chamamos de vida Mas o que seriam os sentidos? Senão os motivos pelos quais não nos suicidamos; Deveríamos aproveitar cada segundo de nossas vidas Transformando os dias que sucedem o amanhã em feriados que vangloriam nosso próprio nome Então rasguem suas bíblias e transformem suas catedrais em templos de orgia Doem suas fortunas aos pobres Purifiquem suas almas cometendo pecados em seu próprio nome Resgatem a criança que vive em seu interior e brinquem com o Diabo Mas jamais permitam que te apontem os dedos sujos e zombem da sua dor Quando duvidarem das suas angustias mostrem a eles os seus pulsos cheios de sangue Se disserem que somente o amor dos deuses podem salvá-los Mostrem a eles sua coroa de espinhos Louvores e bênçãos serão rogadas em seu nome Mas só vão compreender suas dores Quando encontrarem seus corpos podres dependurados na parte mais elevado do seu quarto Ah… Os nossos quartos… Somente estas paredes frias conhecem nossas dores Então até que a morte grite mais alto do que a vida Dançarei ao lado das freiras canções antigas compostas pelo Diabo E em hipótese alguma deixarei que zombem da minha dor Pois eu sou o homem pedindo esmola em frente as suas igrejas… - Gerson De Rodrigues

    —  Gerson De Rodrigues

    Niilismo Morte Deus Existencialismo Vida Nietzsche

* For posting comments, you have to be logged in.