„. . . . . . o grande Cavaleiro,
Que ao vento velas deu na ocídua parte,
E lá, onde infante o Sol dá luz primeiro,
Fixou das Quinas santas o Estandarte.
E com afronta do infernal guerreiro,
(Mercê do Céu) ganhou por força, e arte
O áureo Reino, e trocou com pio exemplo
A profana mesquita em sacro templo.
* * * *
O tempo chega, Afonso, em que a santa
Sião terá por vós a liberdade,
A Monarquia, que hoje o Céu levanta,
Devoto consagrando à eternidade.
Ó bem nascida generosa planta,
Que em flor fruto há-de dar à Cristandade,
E matéria a mil cisnes, que, cantando
De vós, se irão convosco eternizando.De Cristo a injusta morte vingou Tito
Na de Jerusalém total ruína:
E a vós, a quem Deus deu um peito invito,
Ser vingador de sua Fé destina.
Extinguir do Agareno o falso rito
É de vosso valor a empresa dina:
Tomai pois o bastão da empresa grande
Para o tempo que o Céu marchar vos mande.“

— Francisco de Sá de Meneses

Publicidade

Citações relacionadas

Michelangelo Buonarroti photo
Francisco de Assis photo
Publicidade
Madre Teresa de Calcutá photo
Charles Spurgeon photo
Rachel de Queiroz photo
Madre Teresa de Calcutá photo
William Shakespeare photo
Publicidade
Ayrton Senna photo
Smith Wigglesworth photo
Publicidade
Gengis Khan photo
Honoré De Balzac photo
Rubem Alves photo

„Faz tempo que. para pensar sobre Deus não leio os teólogos, leio os poetas.“

— Rubem Alves psicanalista, educador, teólogo e escritor brasileiro 1933 - 2014

Próximo