„Perder-se significa ir achando e nem saber o que fazer do que se for achando.“

—  Clarice Lispector, Laços de família
Tópicos
saber
Clarice Lispector photo
Clarice Lispector1132
Escritora ucraniano-brasileira 1920 - 1977

Citações relacionadas

Baltasar Gracián photo
Charles Bukowski photo

„Saber que não tinha coragem de fazer o que era necessário, me fez sentir horrível.“

—  Charles Bukowski, livro Misto Quente
Verificadas, The knowledge that I didn't have the courage to do what was necessary made me feel terrible Ham on Rye - Página 93 http://books.google.com.br/books?id=xlLZYtirey0C&pg=PA93, Charles Bukowski - Canongate Books, 2001, ISBN 184767366X, 9781847673664, 336 páginas

Confucio photo
José Saramago photo

„Nossa maior tragédia é não saber o que fazer com a vida.“

—  José Saramago escritor português 1922 - 2010
Na palestra de abertura do curso "Literatura e poder. Luzes e sombras", na Universidade Carlos III, em Madri, em 19 de janeiro de 2004, conforme citado por Marco Aurélio Weissheimer, no artigo http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=1626 "Saramago prega retorno à filosofia para salvar democracia", na Agência Carta Maior.

Walt Whitman photo
João Morgado photo
Paulo Coelho photo
Franz Kafka photo
Monica Iozzi photo

„Eu trabalhava como atriz e agora trabalho como repórter. Fui pra Brasília porque eu queria ir pra Brasília, porque eu gosto e me interesso muito por política. Com esse aprendizado, tudo novo, você fica sem saber o que fazer, pra onde olhar. Mas agora está tudo se acertando.“

—  Monica Iozzi 1981
Atribuídas, Monica, quando perguntada sobre as dificuldades de trabalhar em Brasília em ano eleitoral - 2010 (14 de março de 2010) Source: CQC: Iozzi fala sobre críticas e terceira temporada, 25 de outubro de 2011, Estrelando, 14 de março de 2010, 2010, março, Estrelando, português http://www.estrelando.com.br/celebridades/nota/CQC:_Monica_Iozzi_fala_sobre_criticas_e_terceira_temporada-76313.html,

Liev Tolstói photo
Mário de Sá-Carneiro photo

„Morte, que mistérios encerras?…Ninguém o sabe…Todos o podem saber…Basta ir ao teu encontro, corajosa, resolutamente, que nenhum mistério existirá já!“

—  Mário de Sá-Carneiro 1890 - 1916
Poesia, Mário de Sá Carneiro - página 137, Volume 3 de Antología moderna, Mário de Sá-Carneiro, João Alves das Neves, Editôra Iris, 1962, 302 páginas

Clarice Lispector photo

„Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Etiam egestas wisi a erat. Morbi imperdiet, mauris ac auctor dictum.“

x