Frases de Cosme de Médici

Cosme de Médici photo
0  0

Cosme de Médici

Data de nascimento: 27. Setembro 1389
Data de falecimento: 1. Agosto 1464

Publicidade

Cosme de Médici , dito o Velho foi um banqueiro e político do século XV, fundador da dinastia política dos Médici, tendo sido governante de Florença de 1429 a 1464.

Filho de João de Bicci de Médici, embrenhou-se na condução do Banco Médici, fundado pelo pai em 1397, que viria a se tornar uma das principais instituições bancárias da Europa.

Herdou a riqueza e a popularidade enorme do pai, mas sua própria generosidade fez com que estivesse sob suspeita.

Os chefes das corporações mais poderosas, especialmente os da família Albizzi, o acusaram de querer derrubar o governo e agir contra as famílias oligárquicas de Florença. Foi exilado em Pádua e Veneza em 1433. Em 1434 a nova Signoria, favorável a Cosme, o chamou de volta e deu-lhe o título de Pater Patriae. Verdadeiro fundador do poder da família, obteve o senhorio virtual da cidade a partir de 1434, quando expulsou os líderes da facção oligárquica dos Albizzi. Com isso encontrou caminho livre, embora tenha respeitado a forma antiga de governo e evitado medidas arbitrárias.

Através do controle das eleições, do sistema tributário e da criação de novas magistraturas, lançou as bases para o poder da família Médici, mesmo apenas formalmente respeitador das liberdades republicanas. Mantendo formas e instituições republicanas, baniu seus inimigos e oponentes e concentrou as principais magistraturas nas mãos de seus partidários.

Na política externa, rompeu com a República de Veneza e aliou-se a Francesco Sforza. Sua política externa se tornou tradicional nos Médici até à invasão francesa em 1494: queria estabelecer a balança de poder entre os cinco Estados da península, aliando Florença a Milão e Nápoles contra um entendimento Roma-Veneza. A República anexou o distrito de Casentino, tirado dos Visconti por meio da Paz de Gavriana em 1441.

Homem culto e mecenas, patrono imenso, sempre em companhia de literatos e humanistas, formou bibliotecas e mandou construir em Florença palácios e vilas, entre eles sobretudo o Palácio Médici e a Basílica de São Lourenço. Por meio de Marsilio Ficino, ajudou a fundar a famosa academia neo-platônica. Sinceramente religioso no fim da vida, associado a S. Antonino e aos frades dominicanos de S. Marco, sua igreja favorita. Sua biblioteca imensamente cara estava aberta a todos. Sob seu governo viveu-se a era de ouro dos Médici.

Citações Cosme de Médici

„There is in gardens a plant which one ought to leave dry, although most people water it. It is the weed called envy.“

— Cosimo de' Medici
Attributed to Cosimo de' Medici in: Jean Lucas-Dubreton (1961). Daily Life in Florence in the Time of the Medici. p. 58

„We read that we ought to forgive our enemies; but we do not read that we ought to forgive our friends.“

— Cosimo de' Medici
Attributed to Cosimo de' Medici, Duke of Florence, in Apothegms by Francis Bacon, (1624) No. 206

Aniversários de hoje
Adolf Hitler photo
Adolf Hitler53
1889 - 1945
Charles Maurras photo
Charles Maurras3
1868 - 1952
Chefe Pontiac photo
Chefe Pontiac1
1720 - 1769
Outros 52 aniversários hoje