Citações de Nitiren Daishonin

Nitiren Daishonin foto

21   130

Nitiren Daishonin

Data de nascimento: 16. Fevereiro 1222
Data de falecimento: 13. Outubro 1282

Nitiren ou Nichiren , nascido Zennichimaro , mais tarde Zeshō-bō Renchō e algumas vezes chamado de Nichiren Shōnin ou Nichiren Daishōnin , foi um monge budista do Japão do século XIII. Fundou o budismo Nitiren, um importante segmento do budismo japonês que engloba dúzias de escolas de diversas interpretações doutrinárias. Antes de falecer, deixou documentos transferindo seus ensinamentos a seu discípulo Nikko, que construiu um templo chamado de Templo Principal Taisekiji, a atual sede da Nichiren Shoshu.

No budismo primordial HBS , o grande mestre Nitiren Daibossastu, assim chamado, é reconhecido como Mestre Renascimento do Jyougyou Bossatsu, Bossatsu Primordial, que realizou o estabelecimento da Religião do O Daimoku, orando pela primeira vez em voz alta, aos 32 anos de idade, no dia 28 de abril de 1253.

Em algumas escolas, notavelmente a Nitiren Shoshu e a Soka Gakkai , foi alçado à condição de buda original da era de Mapô. Outras escolas, como a Nitiren Shu, o têm como patriarca mas seguem o Buda Saquiamuni.

Citações Nitiren Daishonin

„De acordo com o Sutra, se a mente das pessoas é impura, sua terra também será impura. Pelo contrário, se suas mentes são puras, assim será sua terra. Em uma palavra não há duas terras pura e impura ao mesmo tempo. A diferença está na mente, boa ou má, das pessoas.“

„Ensinar as pessoas significa lubrificar as rodas para que as mesmas possam girar; ou fazer flutuar um navio para que o mesmo possa ser movimentado facilmente.“

„Mesmo que uma pessoa recorra a palavras ásperas, se tais palavras ajudarem a pessoa a quem forem dirigidas, são dignas de ser consideradas como palavras honestas e amáveis. Da mesma forma, mesmo que uma pessoa empregue palavras brandas, se elas prejudicarem a pessoa a quem forem dirigidas, serão na verdade palavras enganadoras e ásperas. As doutrinas budistas propagadas pelos eruditos de hoje e consideradas pela maioria das pessoas como palavras brandas e verdadeiras constituem na realidade palavras ásperas e enganadoras. Eu afirmo isso porque elas divergem do Sutra de Lótus que incorpora a real intenção do Buda.“